Resenha: Os Criadores de Coincidências | Yoav Blum

Título: Os Criadores de Coincidências
Autor:  Yoav Blum
Editora: Planeta
Número de páginas: 320
Classificação: 
Sinopse:
E se o trem que você perdeu, o café que derrubou, o bilhete que encontrou não forem eventos aleatórios? E se o destino do mundo estiver sendo manipulado por pessoas especializadas em criar acasos?
Neste romance best-seller do israelense Yoav Blum, o destino é o protagonista – mas ele não depende de sorte ou intervenção divina.
Emily, Eric e Guy trabalham numa espécie sobrenatural de organização secreta há alguns anos. Eles estudaram disciplinas como interferências em sonhos, distribuição de sorte e como ser amigos imaginários, até se tornarem criadores de coincidências. Agora, de tempos em tempos, recebem complexas missões a serem executadas. Seu trabalho é permanecer na área cinzenta entre destino e livre arbítrio, onde eles criam situações que criam situações que criam mais situações que darão origem a pensamentos e decisões, gerando os mais diversos resultados: o encontro de almas gêmeas, invenções que podem mudar o mundo, a inspiração que dará origem a obras-primas.
Mas, quando Guy recebe uma missão especial, que vai além daquilo que ele acredita poder fazer, as coisas começam a se mover de forma a mudar tudo o que os criadores de coincidências entendem sobre a vida e a verdadeira natureza do amor.
Um thriller improvável sobre os operários invisíveis que mantêm girando as engrenagens do acaso.





                                                – Resenha –


“Se duas coisas podem servir de metáfora perfeita uma pra outra, então, aparentemente, são a mesma coisa. O universo não costuma cometer desperdício.”

Esse livro foi uma ótima surpresa pra mim. Eu realmente só peguei pelo título pois achei interessante, e cá estou falando como gostei da narrativa e do universo criado!

Imagine… quantas pessoas vc já viu no dia de hoje? Conversas aleatórias que vc ouviu no metrô/ônibus? E as pessoas que vc deu uma trombada? E o telefone que tocou bem na hora que vc precisava que tocasse? Aquele ônibus que parece que mudou de horário só pra te pegar, pq vc saiu atrasado…e ainda por cima vc encontra um velho amigo lá dentro?

Imagina agora se existissem seres que trabalhassem pra que as coincidências acontecessem. Imagina que você e o amor da sua vida só vão ficar juntos se um criador de coincidências conseguir montar a história de vocês, onde vocês vão se conhecer e como vão se apaixonar? É um mundo engraçado de se imaginar, eu acho. :)

“A confiança e o amor andam juntos. Esses dois sentimentos somam suas forças, andam de mãos dadas, sempre foi assim.”

Acompanhamos um trio de amigos aqui: Guy, Emily e Eric. Eles são da mesma turma do curso de criadores de coincidências, e se encontram de tempos em tempos pra conversarem sobre seus trabalhos. É legal que a gente não sabe do passado de todos eles, mas Guy por exemplo era amigo imaginário antes de virar criador de coincidências. E aí está a parte do universo que comentei que curti, há também outras profissões além dos criadores de coincidências! hahaha
Há partes dos capítulos onde temos ‘textos teóricos’, e foi onde eu achei a leitura mais divertida: afinal, que preguiçoso aquele que criou a coincidência onde um homem tromba numa mulher e aí eles se olham e há aquele ‘instalove’ né? hahaha

Além disso, também temos microtramas, que são alguns dos trabalhos dos nossos criadores. Algumas são importantes pra história, outras são simplesmente legais de se acompanhar.

A leitura é super fluida e eu adorei todo o andamento. O final me surpreendeu e creio que foi ele que me fez amar o livro!

“Algum dia, no futuro, alguém vai te contar todo o tipo de história sobre o que é o amor. Não acredite no que disserem. O amor não é um estouro, não é feito de explosões e efeitos especiais. Não há fogos de artifício no céu nem um avião puxando uma faixa enorme. Ele se derrama devagar por baixo da sua pele, em silêncio, sem que você perceba, como um óleo. Você só sente um tipo de calor, e um dia acorda e descobre que, debaixo da sua pele, você está envolvido por outra pessoa.”

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário