Resenha: O Vencedor Está Só | Paulo Coelho

 

Título: O Vencedor está só

Autor: Paulo Coelho

Editora: Paralela

Sinopse: Você seria capaz de matar pela pessoa que ama? Até onde iria para conquistar o que deseja? Baseando-se em pesquisas e no triângulo de violência, luxo e celebridade, Paulo Coelho nos leva à Riviera Francesa para uma leitura eletrizante em O vencedor está só.

Igor levou anos para estabelecer seu império no pós-guerra. Quando sua esposa Ewa o abandona, o ex-militar russo começa a trabalhar de forma obsessiva, na esperança de se contentar com as conquistas de seus esforços. Decidido a reconquistá-la e disposto a fazer de tudo para conseguir, ele a segue até o superexclusivo Festival de Filmes de Cannes onde Ewa estará com o seu novo namorado e celebridade da moda Hamid. Ao longo de um único dia, acompanhamos o reencontro de Igor com Ewa em meio ao luxo, fama, violência e desespero, lutando para manter as aparências e a própria vida.


Resenha

"O Vencedor está só" é um livro bem interessante, que consegue adentrar bem no universo cinematográfico e da moda, de forma única. Nele, acompanhamos 24 horas em Cannes, em que Igor, um empresário russo de sucesso, decide se reaproximar  da ex esposa, cometendo alguns assassinatos estratégicos durante o festival de Cannes. Apesar de se passar em apenas pouco tempo, o livro é bem denso. Isso porque o autor dedica um bom tempo a mostrar como funciona esse mundo, e também a apresentar um pouco da vida de vários personagens que atravessam diretamente ou indiretamente o caminho de Igor.

Esse livro teve pontos que gostei bastante, e outros que me incomodaram um pouco. Entre os positivos, achei a ideia do livro muito boa. Um homem cometendo assassinatos bem elaborados, em meio a uma festa grandiosa na cidade. A forma como os crimes acontecem e como tentam descobrir o criminoso é bem legal. Apesar de que pra mim, isso não ganhou tanto destaque quanto eu esperava. A sensação é que o foco era em mostrar o ambiente da moda e cinema, e nos crimes e sua motivação. 

Eu aprendi muito sobre como funciona o mundo da moda e do cinema, e isso foi um ponto alto. Mas também pode acabar atrapalhando em alguns momentos. O autor dedicou um tempo a apresentar personagens, que nem sempre possuem um papel relevante a história principal. Isso deixa a história um pouco cansativa. Outro ponto que queria comentar é que não achei a capa tão integrada a história. Ela faz parte de um projeto para lançamentos de livros Paulo Coelho, e por isso seguem o mesmo perfil. Mas não acho que se encaixou bem com a história, até porque já vi esse livro em uma edição de outra editora, que combinou bem mais.

De qualquer forma, é um livro interessante, com uma história instigante. A escrita de Paulo Coelho é boa e consegue atrair o leitor. O livro poderia ser menor, mas ainda é um livro bom de ler, mostrando uma história real, dentro de um universo que atrai muita gente.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário