Crítica | Minions 2: A origem de Gru

Título: Minions 2: A origem de Gru
Direção: Kyle Balda e Brad Ableson
Roteiro: Cinco Paul e Brian Lynch
Elenco: Leandro Hassum, Steve Carell e Alan Arkin.

Sinopse: Minions 2: A Origem de Gru é a continuação das aventuras dos Minions, e desta vez, eles ajudam um Gru ainda criança, descobrindo como ser vilão. Na década de 1970, Gru está crescendo no subúrbio. Fã de um grupo de supervilões conhecido como Vicious 6, Gru traça um plano para se tornar malvado o suficiente para se juntar a eles. Felizmente, ele recebe apoio de seus leais seguidores, os Minions. Juntos, eles exercem suas habilidades enquanto constroem seu primeiro covil, experimentam suas primeiras armas e realizam as primeiras missões. Quando os Vicious 6 expulsam seu líder - o lendário lutador Wild Knuckles - Gru participa de uma entrevista para se tornar seu mais novo membro. A entrevista não vai bem, e só piora depois que Gru os supera e de repente, o garoto se vê como inimigo mortal do grupo do mal. Gru se voltará para uma fonte improvável de orientação, o próprio Wild Knuckles, e descobrirá que até os supervilões precisam de uma ajudinha de seus amigos.

Resenha: Todos a bordo | G. R. Slivar

 

Título: Todos a bordo

Autor: G. R. Slivar

Editora: Viseu

Sinopse: Esther começou a tocar flauta ainda quando criança em sua cidade natal, na Síria. Quando a instituição terrorista mais perigosa do país, conhecida como Organização, intensificou seus ataques, Esther foi obrigada a deixar sua família e fugir para a Suíça onde esperava integrar uma das mais famosas orquestras do mundo. Durante sua jornada, porém, a Rússia orquestrou ataques perigosos contra à Organização, transformando o Secretário de Defesa Dimitri em um dos homens mais procurados pelo grupo. Por coincidência ou destino, Dimitri embarca no mesmo trem de Esther, assim como também Emmanuel, membro da Organização cuja missão é explodir o trem antes que este chegue ao seu destino.

Resenha: Nascida nas sombras | J.C Lydes

Título: Nascida nas sombras 
Autora: J.C Lydes
Editora: Independente
Número de páginas: 424
Sinopse: 

Uma jornada de autoconhecimento e crescimento pessoal.
A história do nascimento de uma mulher que se tornará imbatível, temida e inspiradora.
Quando todas as suas certezas e seguranças desmoronam, a jovem Lilian Shelby precisa encontrar um novo caminho. Ela necessita descobrir quem é a garota por trás da princesa da máfia americana, que tipo de mulher deseja ser e o que quer para o seu futuro.
Para isso, ela embarca em uma jornada repleta de desafios, lutas, descobertas, traições, dúvidas, corações partidos e crescimento. Testando todos os seus limites e crenças.
Mas será que ela está pronta para encarar a si mesma e todas as sombras que vivem dentro dela?

Resenha: Um reino de Carne e Fogo | Jennifer L. Armentrout

Título: Um reino de Carne e Fogo
Autora: Jennifer L. Armentrout
Editora: Galera Record
Número de páginas: 672

Sinopse: O amor é mais forte do que a vingança?

Uma traição
Tudo em que Poppy sempre acreditou é uma mentira, incluindo o homem por quem ela estava se apaixonando. Lançada entre aqueles que a vêem como um símbolo de um reino monstruoso, ela mal sabe quem ela é sem o véu da Donzela. Mas o que ela sabe é que nada é tão perigoso para ela como ele. O Escuro. O Príncipe de Atlantia. Ele quer que ela lute com ele, e essa é uma ordem que ela fica mais do que feliz em obedecer. Ele pode tê-la levado, mas nunca a terá.

Uma escolha

Casteel Da'Neer é conhecido por muitos nomes e muitas faces. Suas mentiras são tão sedutoras quanto seu toque. Suas verdades tão sensuais quanto sua mordida. Poppy sabe melhor do que confiar nele. Ele precisa dela viva, saudável e inteira para atingir seus objetivos. Mas ele é a única maneira de ela conseguir o que deseja - encontrar seu irmão Ian e ver por si mesma se ele se tornou um Ascendido sem alma. Trabalhar com Casteel em vez de contra ele apresenta seus próprios riscos. Ele ainda a tenta a cada respiração, oferecendo tudo o que ela sempre quis. Casteel tem planos para ela. Planos que poderiam expô-la a um prazer inimaginável e uma dor insondável. Planos que a forçarão a olhar além de tudo que ela pensava que sabia sobre si mesma - sobre ele. Planos que podem unir suas vidas de maneiras inesperadas para as quais nenhum reino está preparado. E ela é muito imprudente, muito faminta, para resistir à tentação.

Um segredo

Mas a inquietação cresceu em Atlantia enquanto aguardam o retorno de seu príncipe. Os sussurros da guerra tornaram-se mais fortes e Poppy está no centro de tudo. O rei quer usá-la para enviar uma mensagem. Os Descendentes a querem morta. Os lobos estão ficando mais imprevisíveis. E à medida que suas habilidades de sentir dor e emoção começam a crescer e se fortalecer, os Atlantes começam a temê-la. Segredos sombrios estão em jogo, aqueles mergulhados nos pecados encharcados de sangue de dois reinos que fariam qualquer coisa para manter a verdade oculta. Mas quando a terra começar a tremer e os céus começarem a sangrar, pode ser tarde demais.

Crítica | LIGHTYER

 

Título: LIGHTYER 

Direção: Angus McLane 

Roteiro:Angus McLane e Pete Docter

Elenco: Marcos Mion, Chris Evans, Flora Paulita.

Sinopse: A história de origem do patrulheiro espacial Buzz Lightyear (Chris Evans), que deu origem ao brinquedo de Toy Story. No filme, Buzz e sua equipe são abandonados e em um planeta a 4,2 milhões de anos-luz do planeta Terra. Através das leis do espaço e tempo, ele tentará encontrar uma forma de voltar pra casa. Para isso, contará com a ajuda de um grupo de receitas e um gato-robô.