Resenha: As Sombras de Outubro | Soren Sveistrup


Título: As sombras de outubro
Autor: Soren Sveistrup
Editora: Suma
Número de páginas: 416
Classificação: 

Sinopse: É outubro e a neve de outono começa a cair em Copenhagen, deixando os dias mais curtos e as noites mais sombrias... e pelas ruas geladas e escuras, um psicopata aterroriza a cidade. Em uma manhã tempestuosa em um tranquilo bairro de Copenhagen, a polícia faz uma descoberta sinistra: o corpo de uma mulher brutalmente assassinada, com uma das mãos faltando. Sobre ela está pendurado um pequeno boneco feito de castanhas. O caso é entregue à ambiciosa detetive Naia Thulin e a seu novo parceiro, Mark Hess, um investigador introspectivo que acabou de ser expulso da Europol. Logo se descobre uma evidência ligando o sr. Castanha a uma garota desaparecida há um ano: a filha da política Rosa Hartung. O homem que confessou tê-la sequestrado e assassinado está atrás das grades e o caso foi encerrado há tempos ― e qualquer insinuação contrária causa disputas e inimizades na corporação. No entanto, quando novas vítimas e novos bonecos aparecem, Thulin e Hess acham cada vez mais difícil ignorar a conexão entre o caso Hartung e o novo serial killer. Mas que conexão seria essa? E como impedir o assassino de continuar sua caçada, se ele parece sempre um passo à frente da polícia? As sombras de outubro traz o melhor do estilo thriller noir, acrescentando ao suspense clássico uma boa dose de energia. Sveistrup retrata seus personagens com sensibilidade e mostra como romances policiais podem fazer críticas contundentes às realidades sociais. 

Resenha: O marido ideal | K. M. Mendes

Título: O marido ideal
Autora: K. M. Mendes
Editora: Independente
Número de páginas:719
Classificação:

Sinopse: Dante Hurron é um famoso jogador de futebol americano, listado como o mais bem pago do New York Giants. Sua carreira como quarterback do time era extremamente consolidada, até que os boatos de seus incessantes encontros amorosos acabaram desestabilizando sua carreira.

Indo de mal a pior, agora Dante está cotado para ser substituído por um novato que vem sendo considerado um fenômeno na mídia. Em busca de recuperar seu prestígio, o jogador decide sossegar por um tempo, a fim de melhorar sua imagem.

Apontado como o marido ideal por uma revista sensacionalista, Dante está longe de querer se casar. No entanto, o seu caminho se cruza com uma curiosa garota, Rosalie Wicks, uma jovem de vinte anos, aspirante a chef de cozinha e fã número 1 do New York Giants. E como tal, ela estava organizando com toda a torcida um boicote a Dante Hurron, afinal, ele estava levando o time por água abaixo.
O caminho dos dois se cruza algumas vezes de forma inesperada e, quando uma foto tirada em um momento inapropriado surge na mídia, eles se veem metidos numa enrascada, já que todas as revistas de fofocas passam a noticiar um romance entre o casal. Vendo essas manchetes como uma oportunidade de recuperar a atenção da mídia e a admiração dos seus fãs, Dante propõe um relacionamento falso com Rosalie, por tempo determinado, em troca de um favor. No entanto, as coisas passam do limite quando um pedido de noivado é feito.
O relacionamento entre o jogador de futebol americano e uma fanática pelo seu time está longe de ser um namoro de verdade, mas, ser a noiva de Dante pode não ser uma má ideia. Afinal de contas, um moreno alto com um sorriso encantador poderia ser seu marido ideal.

Resenha: Auguste Dupin - O Primeiro Detetive | Edgar Allan Poe



Título: Auguste Dupin - O Primeiro Detetive 
Autor: Edgar Allan Poe
Editora: Novo Século
Número de páginas: 192 
Classificação: 

Sinopse: UMA EDIÇÃO DE LUXO DA OBRA QUE INSPIROU SHERLOCK HOLMES, AGATHA CHRISTIE E OS DETETIVES MODERNOS. Décadas antes do icônico Sherlock Holmes fascinar os leitores com sua astúcia e inteligência, Edgar Allan Poe – a mente por trás de grandes obras da literatura mundial, bem como da gênese do conto da maneira que conhecemos – escreveu “Os assassinatos da Rua Morgue”. Nesse conto, somos apresentados ao peculiar monsieur C. Auguste Dupin, criminologista notável por sua inteligência durante a investigação de misteriosos casos de assassinato. E é claro que Poe estava, mais uma vez, fazendo história: Dupin foi o primeiro detetive da literatura, naquela que é considerada a primeira história do gênero a ser publicada. O trabalho do autor foi responsável por influenciar não só a criação de Arthur Conan Doyle como toda história policial, desde aquelas escritas no século 19 até as que são lançadas atualmente. Agora, esse legado ganha um tributo nesta edição, que reúne “Os assassinatos da Rua Morgue”, “O mistério de Marie Rogêt” e “A carta furtada”, ou seja, a trilogia completa protagonizada pelo detetive de Poe – Auguste Dupin, o primeiro detetive.

Resenha: Um Jogo de Amor e Sorte | Beth Reekles

Título: Um Jogo de Amor e Sorte 
Autor: Beth Reekles
Editora: Astral Cultural
Número de Páginas: 320
Classificação:
Sinopse: 
Depois de se mudar de uma pequena cidade no Maine para a Flórida, Madison Clarke aproveita a oportunidade para se reinventar, esquecer os dias de solidão e fazer parte de uma turma popular da escola, afinal, a nova Madison é descolada, espontânea e ousada. Porém, dizem que quanto mais alto você sobe, maior é a queda - e Madison fará qualquer coisa para impedir que sua nova vida despenque ladeira abaixo. Quem sabe o que vem pela frente nessa nova vida na Flórida? 

Resenha: Alessandro - Máfia Destruttore | Ivani Godoy

Título:  Alessandro -  Máfia Destruttore
Autora: Ivani Godoy
Editora: Independente
Número de páginas: 517
Classificação:
Sinopse: Alessandro Morelli era o capo da máfia Destruttore e não temia a nada e nem a ninguém. Desde criança foi forjado na escuridão sob o jugo de um pai autoritário e cruel. Suas únicas lembranças boas envolviam sua mãe e seus irmãos, a quem jurou lutar para protegê-los todos os dias da sua vida.
Entretanto, algumas peças no tabuleiro do destino vazio e escuro de Alessandro ousaram modificar a maneira como ele regia tudo e todos ao seu redor. Uma pequena e valente mulher ousou chegar onde ninguém jamais foi capaz: no coração do capo.
Mia conseguiria destruir as barreiras que Alessandro ergueu durante tantos anos? Um homem tão carregado de traumas seria capaz de se abrir para o amor?