Resenha: As Violetas de MarÇo | Sarah Jio


Título: As Violetas de Março
Autora: Sarah Jio
Páginas: 304
Editora: Novo Conceito
Classificação: 

Sinopse:

 Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.

Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.

Resenha:

Primeiro tenho que admitir que amei essa capa. Sério, só quis ler por causa da capa. Quanto a estória... bem, a sinopse não foi a das melhores. Me lembrava muito os livros de Nicholas Sparks, e por isso fiquei com um pouco de receio enquanto a ler. Mas o livro não é parecido. Pelo menos não na minha opinião, que já li pouquíssimos livros do Nicholas.
   Após a separação, Emily volta para onde passou sua juventude: uma ilha. Depois de um tempo já estabelecida, ela encontra um diário no qual se vê presa.
    “Era um diário, pelo que parecia. Peguei-o e passei a mão ao longo da lombada. Ele era velho, e sua intrigante capa vermelha de veludo parecia gasta e puída. Toquei-a, sentindo uma pontada de culpa imediatamente (...) Apenas uma espiada na primeira página, isso é tudo.”
   Com muitos segredos e reviravoltas envolvendo a sua família, ela vai atrás dos segredos que a sua família esconde, encontrando pessoas do passado que a levam à lembranças e sentimentos antigos.
   “E então, de repente, braços me envolveram. Não vacilei ou me afastei; eu conhecia seu toque, conhecia o cheiro de sua pele, o padrão de sua respiração – eu conhecia tudo de cor.”
   O livro tem mistério e também romance, como dá pra se perceber. Mas tudo na medida do correto, eu acho. Recomendo!


6 comentários:

  1. Acho que o que mais me chama atenção nesse livro é a capa e a belíssima diagramação nele, a sinopse, bem, eu fugi dela em todas as resenhas que li, mas o bom é que a qualidade física do livro parece se estender em sua qualidade como um todo. Boa resenha! - Felipe (A Hora do Livro)

    ResponderExcluir
  2. Oie :)

    Pois é a capa desse livro é muito perfeita eu particularmente adoro, quero muito me aventurar nessa estória tenho certeza de que vou gostar bastante, beijos !!!!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  3. Só vejo comentários bons a respeito desse livro. Com certeza pretendo lê-lo.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Eu amei esse livro, fofo e delicado!
    Gostei muito da tua resenha.
    Um beijo
    ,http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa, estou com esse livro aqui e ainda não o li, agora me interessei bastante, como você antes de mais nada a capa me fisgou total, vou passar ele na frente de outros, e ler rapidinho, bela dica de leitura, obrigada.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  6. Oi Ili!
    Ainda não li esse livro, mas também pedi pela capa. rsrs
    Gostei da resenha e fiquei curiosa para saber mais sobre os segredos que envolvem a família da personagem.

    Beijos,
    Gabi Lima
    http://livrofilmeecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir