Perdida – Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo| Carina Rissi


Título: Perdida – um amor que ultrapassa as barreiras do tempo

Autora: Carina Rissi
Editora: Baraúna

Páginas: 472
Classificação: 


Sinopse

Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam.
   Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke.
   Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


Resenha


   Perdida tem a característica que mais amo em livros: ele é – praticamente – um romance de época. Com o tempo vocês vão aprender que romances que citam Jane Austen já tem meu amor eterno. Mas tentarei relevar este fato e falar um pouco das minhas impressões sobre o livro.
   Li Perdida depois de ler “Procura-se um marido”  que é o segundo livro da Carina. Fui desesperadamente atrás dele porque fiquei apaixonada com a narrativa dela. É tão envolvente, que faz você querer ler as quase 500 páginas num único dia! 
   Perdida nos mostra a história maluca de Sofia, uma viciada em tecnologia que se vê perdida sem o seu aparelhinho mágico chamado celular. A primeira coisa que faz após se ver incomunicável é correr pra comprar outro. E acaba encontrando o aparelho perfeito com uma vendedora super atenciosa.
   É deste encontro na loja de celular que Sofia acaba indo parar numa estrada de terra em pleno  século XIX. E é ai que começa a tortura de Sofia e a nossa diversão.
   O mais interessante em como a autora tratou essa viagem no tempo foi o cuidado com os detalhes históricos e de como eles impactaram na vida de Sofia. Além, é claro, da construção dos personagens e do romance em si. Não foi nada instantâneo, mas graças à fofurice do Ian, seria impossível Sofia não apaixonar-se por ele.


   Sim, Ian é um capítulo aparte nessa historia. Quem não gostaria de ser encontrada por um bonitão, educado, bem vestido e rico enquanto está perdida no passado, que atire a primeira pedra! Da mesma forma que mostra o quanto Sofia sofre para se adaptar, a história nos mostra a inocência de Ian, que abriga Sofia, mesmo achando que ela não bate muito bem e, ainda por cima, quer ajudá-la a voltar pra casa. É aquela história de que antigamente as pessoas confiavam mais umas nas outras.
   Como Perdida foi o primeiro livro da Carina Rissi poderíamos esperar uma narrativa inferior, comum em algumas primeiras obras.
No entanto, nada disso acontece. Carina é linear do melhor jeito que essa palavra pode ser empregada! A narrativa dela é divertida, envolvente e faz você querer repetir a leitura.
   Enquanto lia, foi impossível não comparar com a Sophie Kinsella, que também é uma autora de chick lit super divertida.
   Para os que gostarem- ou gostaram-  do livro, é bom ficar preparado que tem Perdida 2.
E pra quem gosta da Carina, ainda tem mais livros pela frente como “No mundo da Luna”, ainda sem data de lançamento.
   Ah! “Perdida” foi relançado pela editora Verus (a mesma que publicou Procura-se um marido).
   Eu não vejo a hora de ter em minhas mãozinhas  os próximos livros e de poder abrir mais espaço para as amigas de Jane Austen na prateleira! 
   Eu não preciso dizer que você 'tá perdendo tempo que ainda não foi ler, né?


Por Odyle Torres

4 comentários:

  1. Só a capa do livro já chama a atenção...
    Gostei da sua resenha, vou ler em breve esse livro :)

    Beijoos,
    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu anda não li nadinha da autora =/
    Mas lendo aqui sua resenha e opinião sobre a escritora sei que devo ler, e bem rapidinho.
    Adoro essas histórias de época, me sinto tão bem lendo. As personagens são tão belas e bem descritas que emociona demais.
    Obrigada pela dica.
    Beijos
    Viviane
    Razão e resenhas

    ResponderExcluir
  3. Perdida foi relançado, já saiu a capa? Eu comprei com a capa antiga, essa da Baraúna! Ainda não tive a chance de ler mas até o momento só ouvi elogios! ;)

    Beijos ;**

    Ligia - Blog Ligia et son monde

    ResponderExcluir
  4. Olá Lígia! Sim, já foi relançado mas a capa não mudou não. É a mesma! Eu achei ótimo! Ela é bem fiel ao livro!!!! A minha versão também é da a da Baraúna. u.u

    Bjus

    ResponderExcluir