Lançamento Meu Universo Particular 16/04/2015 do Frederico Elboni

   
   Conheci o Frederico Elboni através do site da loja Saraiva -um jeito estranho de conhecer um autor, não? Não muito, na verdade... -, mas, num primeiro momento, ao ver o vídeo do livro Um Sorriso Ou Dois não fiquei muito animada para compra-lo, não sei, pareceu algo do qual eu não iria gostar (nunca tinha lido nada do gênero – crônicas -, mas não fazia meu estilo; não fazia...). Até que, num belo dia, estou navegando pelos sites de compraras e me deparo com Um Sorriso Ou Dois no Ponto Frio, a um preço muito barato – onze reais; ONZE REAIS! -, meio que, por ser uma leitora compulsiva, não resisti.
   Eu gostei de Um Sorriso Ou Dois, tá, teve alguns textos melhores que outros, mas no geral é bem legal. Não sei... o Fred –não sei como, mas me sinto próxima dele, talvez as palavras- tem um jeito diferente de escrever, nada que eu possa descrever, mas que posso sentir. É como se ele conseguisse despertar o melhor em mim –isso é estranho, não?
   Confesso que estava e não estava animada com o lançamento de Meu Universo Particular. Quando terminei Um Sorriso ou Dois eu super estava LOUCA para ler o próximo livro que ele iria lançar, mas depois de um tempo meio que ficou morno. Vi ele na Saraiva do Shopping Eldourado, toquei nele –no livro, é claro; e no Fred também, mas isso não vem ao caso agora-, e, nada, não senti aquela vontade louca para lê-lo, pensei “depois eu compro”. A única coisa que me fez comprar Meu Universo Particular foi saber da noite de autógrafos que teria, eu meio que surtei, e sabendo que meu exemplar de Um Sorriso Ou Dois tinha ficado na Bahia, eu tive que comprar o novo livro dele.
   Tava com medo de Meu Universo Particular não suprimir minhas expectativas, mas, foi melhor do que o que eu tinha imaginado! Esse livro conseguiu tocar mais fundo na minha alma do que Um Sorriso ou Dois, ele conseguiu fazer com que eu sorrisse igual a uma boba na faculdade, no metrô, no ônibus, em diversos lugares, porque, de uma forma que não consigo explicar, ele tem uma essência muito gostosa, algo que me dá prazer de ler, que me deixou feliz.


   Assim que terminei de ler o livro –antes da noite de autógrafos- eu já estava eufórica para abraçar o ser que tinha escrito algo tão... maravilhoso? (seria essa a palavra?). Fiquei contando os dias para vê-lo.
   Cheguei à Saraiva por volta das 16hrs (tive que perder a aula de Métodos Quantitativos para poder ver o Fred), queria ter a certeza de que iria conseguir vê-lo. Confesso que não me identifiquei muito com as meninas que estavam lá, preferi ficar na minha, não sei, mas senti que elas não tinham muito a ver comigo, na verdade –não me matem, mas foi o que senti, e nem tive contato com todo mundo, então não posso falar por um todo, mas as pessoas que estavam ao meu redor me transpareceram isso.
   Depois de esperar umas três horas, eis que ouvimos um burburinho e lá estava ele! O fred estava a poucos metros de mim, e lógico, todas as meninas começaram a gritar, e vocês se perguntam: “e você Jaqueline?” Bem, eu fiquei olhando para ele, não senti a necessidade de gritar, apenas de olhar, senti uma baita fome de ficar olhando para ele, não consegui desviar meu olhar, até porque ele é muito cativante, ele tem uma luz própria.

   Quando chegou a minha vez eu estava nervosa, do tipo nervosa que quer sair correndo. Ele me recebeu com um abraço, e, mesmo sendo rápido, me senti bem ali, como se eu já o conhecesse e não precisasse de palavras, de conversa; só senti a necessidade de abraçar ele, de tentar, mesmo que com pouco, transmitir a alegria que ele tinha me dado através das palavras. Não consegui parar de abraçar ele, com certeza, ele deve ter me achado uma louca-maníaca-por-abraços, mas eu só queria abraçar todas aquelas palavras que estavam dentro de mim, que cantam e dançam felizes aqui. 


   Encontrei um vídeo na página do evento, vou deixar o link aqui. AQUI!
Ah, não poderia deixar de postar a foto da atendente mais legal da Saraiva do Eldourado <3

Quem quiser ver todas as fotos do evento clica AQUI!
E para saber as próximas cidades que serão contempladas com o Fred é só clicar AQUI!

p.s não querendo ser chata nem nada, mas, aparentemente, o Fred tá namorando - o choro é livre -, nem entendo porquê tô triste... enfim, vou ficar de abstinência do Eurico (Frederico) para ver se passa. 

Playlist que escutei para escrever o conteúdo AQUI!

Xoxo, Jaqueline.


2 comentários:

  1. Oi Jaque, nunca li nada do autor, também não sou muito fã de crônicas, mas ao ler que as palavras dele tocaram o fundo da sua alma, senti um pouco de curiosidade em conhecer a escrita do autor.

    BeijOs!!!
    @jannagranado
    @lpdiversao
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, cada um tem uma frequência diferente quanto aos livros, experimentar ler algo dele - até mesmo no blog - pra ver se te toca de alguma forma. Bjs!

      Excluir