Resenha: A Corrida de Escorpião | Maggie Stiefvater

Livro: A Corrida de Escorpião
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Número de Páginas: 375
Classificação:  

Sinopse

A cada novembro, os cavalos d'água emergem do oceano e galopam na areia sob os penhascos de Thisby. E, a cada novembro, os homens capturam esses cavalos para uma corrida eletrizante e mortal. Alguns cavaleiros sobrevivem. Outros, não. Aos 19 anos, Sean Kendrick já foi quatro vezes campeão. Ele é um jovem de poucas palavras e, se tem medos, guarda-os bem escondidos, onde ninguém possa vê-los. Puck Connolly é uma novata nas Corridas de Escorpião. Ela nunca quis participar da competição, mas o destino não lhe deu muita escolha. Sean e Puck vão competir neste ano, e ambos têm mais a ganhar - ou a perder - do que jamais pensaram. Mas apenas um deles pode vencer.


Resenha:

Quando li a resenha desse livro da Stiefvater, fiquei um pouco insegura. A capa é bonita, mas uma história com cavalos marinhos assassinos? - Foi o que eu pensei. 
Acontece que eu já havia lido "Raven Boys" ou "Os Garotos Corvos", também dela, e me apaixonei pela narrativa e pela criatividade dessa autora. Tanto, que resolvi dar a ela uma chance. 
Não me decepcionei, é claro.
O livro conta a história de Puck, uma garota que tenta ser forte e cuidar da família após a morte dos pais. Puck não é lá muito zelosa dos seus afazeres, mas é forte, engraçada e determinada - além de muito corajosa. Também conta a história de Sean, um garoto calado e um pouco misterioso, cujos pensamentos se desenrolam calma e enigmaticamente. Sean também perdeu o pai - e trabalha para seu próprio sustento.
Ambos se inscrevem para a Corrida de Escorpião, uma corrida tradicional e eletrizante - além de, é claro, mortal. Todos os anos, os cavalos d'água aparecem na praia onde Puck e Sean moram. Esses cavalos são extremamente selvagens, e domá-los é uma tarefa quase impossível. Entretanto, os moradores de ilha insistem em o fazer, assim como insistem em manter a tradição da Corrida de Escorpião. 
Sean é um campeão experiente - já venceu a corrida quatro vezes, e é quase uma lenda. Puck nunca correu. Primeiro, porque não permitem mulheres na corrida. Segundo, porque ela não tem um cavalo d'água. E, terceiro, porque - ah, claro! - ela não quer morrer! Mas as circunstâncias fazem com que Puck seja obrigada a participar da corrida, e ela o faz com coragem, tendo apenas o apoio de Sean nesta aventura.
Esse é um romance nada óbvio, cheio de emoções e envolto na aura de mistério quase místico que Stiefvater cria para suas histórias. Eu estava um pouco cansada dos temas vampirescos/pós-apocalípticos que vêm dominando os livros atuais de ficção, e admito que A Corrida de Escorpião não apenas atingiu minhas expectativas como as superou. Este livro é simplesmente fantástico!
Alguém já leu?

0 comentários:

Deixe seu comentário