Resenha: Como falar Dragonês | Cressida Cowell



Livro: Como falar Dragonês
Autor: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 235
Classificação: 

Sinopse: 

Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo. Principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado. Nessa aventura, o dragão Banguela foi capturado, um nanodragão está prestes a virar refeição e Dragões-tubarões estão à solta. Mais uma vez, os vikings precisam de um salvador... Soluço.


Resenha: 
Tenho ouvido bastante gente comentar que quer dar um presente/comprar um livro para os filhos e/ou parentes, mas não tem ideia do que comprar. Recentemente, me deparei com a série de livros Como Treinar o seu Dragão, e confesso que amei.
Para quem assistiu aos filmes, o personagem principal é o mesmo: Soluço. Mas as semelhanças param por aí. Soluço é um garoto magrela e desengonçado, que não se encaixa muito bem no modo Viking de resolver os problemas - aos gritos, e com muita violência. 
Mas Soluço é filho do chefe da tribo, e vai herdar um dia a função de seu pai. Seu primo, Malvado Melequento, está de olho em sua posição.  Malvado Melequento, e seu melhor amigo, Bafoca de Maluquício, fazem de tudo para complicar a vida de Soluço.
E a vida de Soluço já é bastante complicada!
O Melhor amigo de Soluço é Perna-de-peixe, um garoto ainda mais magro que ele, mais desengonçado e, ainda por cima, vesgo. Soluço também conta com a ajuda de Banguela, seu dragão, que tem o dom de atrair problemas e confusões, e Camicazi, filha da Chefe das Ladra do Pântano e Mestra na arte da fuga.
Nesta aventura, que constitui o terceiro volume, Soluço e seus amigos viram prisioneiros dos Romanos. Como se não bastasse, o Império Romano está sendo aconselhado por ninguém menos do que Alvin, O Traiçoeiro- um antigo inimigo de Soluço.
Em meio à confusão, Alvin consegue o livro de Soluço denominado "Como Falar Dragonês", que contém tudo o que esse herói sabe sobre dragões.
E acontece que ele sabe muito!
Em meio à história, existem também fichas contendo as características dos Dragões citados na história, o mapa das Guerras Sangrentas, Vocabulário de Dragões e algumas aplicações técnicas, como por exemplo:

Dragão: Num gosta peixe fedido. Isso eca! eca! Isso caca.Isso dois eca! eca!

Tradução: Eu não gosto de arenque. Isso é nojento.É realmente nojento.
Minha dica é: para quem tem a intenção de estimular o gosto pela leitura em crianças e adolescentes, a série Como Treinar o seu Dragão é muito divertida , e retrata várias das aventuras de Soluço Spantosicus Strondus III.
E aí? Já leram?

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Meu irmão não gosta muito de ler,mas leu essa coleção e adorou =)

    ResponderExcluir