Resenha: O Caçador de Pipas | Khaled Hosseini


                                     Título : O Caçador de Pipas
                                                    Autor:  Khaled Hosseini 
                                                    Editora : Nova fronteira
                                                   Número de páginas : 365
                                                   Classificação : ★ ★ ★ ★ 



Sinopse
O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.

Resenha

Obra escrita pelo afegão Khaled Hosseini. Primeira edição da editora Nova Fronteira em 2003.

Ao ter pego o livro em mãos vi que na capa após o título estava escrito romance. Porém o livro não me deu o que esperava logo ali no início, tratasse de uma história narrada pelo personagem principal Amir, onde o jovem afegão vive aventuras com Hassan o filho de seu empregado.

 Hassan e Amir foram criados juntos como seus pais,  tinham muita  coisa em comum,  adoravam pipas, brincar no alto da colina e os  dois não tinham mais suas mães. Por outro lado muitas diferenças, Amir frequentava a escola e assim como sua falecida mãe adorava ler, enquanto Hassan não ia a escola e não fazia parte da alta classe de Cabul, era simplesmente filho de um empregado hazara.

 Depois de muitas aventuras e confusões da infância temos a vida adulta de Amir.

Neste período o Afeganistão passava por uma fase de guerras, muita confusão e pobreza. Este livro foi separado em duas partes, a da infância de Amir e Hassan e  da vida adulta que coincide com o tempo de paz e guerra de seu país. 

É um livro que se aprende muito sobre a cultura afegã, as partes boas e ruins então, também temos partes de sofrimento e tristeza. Porém vale a pena ler e descobrir os segredos e aventuras. Com o tempo descobrimos que o título se refere a Hassan o leal amigo.

                                              

0 comentários:

Deixe seu comentário