Resenha: Delírio | Lauren Oliver

Título: Delírio
Autora: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 352
Classificação: 
★ ★ ★ ★ 

Sinopse: 

Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar - mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?


Resenha:


A estória se passa nos Estados Unidos, em uma Portland distópica, onde o amor é visto como uma doença e todos os jovens são submetidos à cura ao completarem dezoito anos de idade. Eles não têm escolha, não é algo que se possa discutir. É uma ordem do governo e nada pode mudar isso. Em contrapartida, os cidadão se casam, mas curados e com parceiros que lhe são designados através de um pareamento.

Nesse contexto,  somos apresentados à Lena, uma jovem ingênua e completamente alienada, que espera ansiosa pela sua intervenção. Lena teme desesperadamente à delíria nervosa e segue à risca todas as rígidas ordens de sua tia Carol. Além disso, carrega o fardo de ser a filha de uma mulher que supostamente cometeu suicídio depois de  contrair a doença, o que a deixa "mal vista" no âmbito em que vive. Tudo o que ela quer é ser curada e passar o resto da vida com o homem que lhe foi escolhido, mas depois que Hana (uma das melhores personagens), sua melhor amiga que não dá a mínima pro governo, lhe mostra como as coisas podem ser diferentes, Lena entra em conflito consigo mesma. E isso piora depois que ela conhece Alex, uma garoto que mexe com ela de um modo que a assusta e a atrai ao mesmo tempo. Quando ela sai de sua bolha e passa a explorar o que lhe foi reprimido, não há nada que a faça querer ser curada.
- Sabe que não é possível ser feliz a não ser que às vezes se sinta infeliz, certo?
O romance não é tão explorado, como eu achei que seria. Até senti falta disso e olha que não sou fã de romances. Alex foi pouco desenvolvido em Delírio, mas imagino que tenhamos mais detalhes sobre ele nos próximos livros. O que fica evidenciado de forma perturbadora é o cotidiano das pessoas, o jeito como se relacionam. São conceitos de liberdade e realidade totalmente distorcidos. Chega a causar um-mal estar só em pensar na possibilidade de viver sob toda aquela pressão.
Deveríamos ser protegidos das pessoas que nos deixarão no fim, das pessoas que vão desaparecer ou nos esquecer.

O universo que autora criou é incrível e sua escrita é impecável e poética. A narrativa é em primeira pessoa e confesso que achei Lena bem chata no início. Mas seu desenvolvimento ao longo do livro é perceptível e isso me animou. E essa capa? Linda demais. Recomendo para quem curte distopias e tem um espírito rebelde, revolucionário.


4 comentários:

  1. Séries distópicas? Sou simplesmente apaixonada! E esse com certeza acaba de entrar para a minha lista de desejados. Ótima resenha, me deu uma vontade gigante de lê-lo.

    Beijos,
    Obcecada Pelos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa foi a primeira distopia que li e gostei muito! Vou procurar outras, sem dúvidas! Acredito que não vai se arrepender desse livro, vale à pena.
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá Sue, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro, mas ele foi lançado cá em Portugal com uma capa horrível então acho que vou ler em e-book mesmo.
    Um beijo
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jessie!
      Pena que a capa daí não tenha te agradado... A daqui é linda e radiante rs
      Mas não deixe que isso te impeça, leia, sim.
      Beijo!

      Excluir