RESENHA: DIVERGENTE | VERONICA ROTH



Título: Divergente
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Número de páginas: 500 
Classificação: ★ ★ ★ ★ 


  Sinopse

Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.



 Resenha


Divergente o primeiro livro de uma trilogia escrita por Veronica Roth. Publicação inicial nos Estados Unido em abril de 2011.


Divergente é um livro de história contada pela personagem principal Beatrice ou Tris. Tris vai passar por grandes aventuras nesse momento de amadurecimento. 

Não somente Tris estará passando por esse momento seu irmão Caleb que tem poucos meses de diferença, vai também de escolher seu lar definitivo.

Tratasse de um período onde o jovem descidem quem são ou pelos quem querem ser, encaixando-se em uma das facções.Com a escolha do grupo de pessoas que quer se enquadrar, deve agora provar que está preparado para aquela sociedade,  passando por testes, caso fracasse se tornará um sem-facção em outras palavras um morador de rua.

Tris além dos problemas normais dessa fase de adequação ela tem dificuldades a parte para se preocupar.

Eu recomendo a leitura do livro porquê é livro muito empolgante que prende a atenção, que tem aventuras do começo ao fim,  essa é uma daquelas obras que apesar de ser um pouco extenso a leitura é bem rápida e fácil.



                               

1 comentários:

  1. Eu li Divergente com um certo receio mas até que curti a leitura (mais que os outros dois da série). Como você disse, é "longo" mas a leitura flui muito fácil. Nem parece.

    Blog: Cantina do Livro

    ResponderExcluir