As 5 diagramações mais bonitas da minha estante

Depois da minha postagem com as “10 capas mais bonitas da minha estante”, resolvi que faria um novo post com uma nova premissa. É facilmente observado que algumas editoras tentam superar cada vez seu trabalho e dedicação e trazem edições tão bonitas e luxuosas para o seu público que a dívida bancária aparece assim que batemos o olho.
   Como já dito, capas não garantem a qualidade do livro (assim como sinopse e muitos outros fatores), mas é de certo que chamem a atenção.
   Muitas vezes as capas dos livros podem não ser tão bonitas ou não chamar tanto assim a atenção. Porém, quando os abrimos, a paixão é simplesmente inevitável. Com isso, resolvi mostrar a vocês as 5 diagramações mais bonitas da minha estante só para provar um pouco mais que beleza faz bem danado aos olhos.

1.             Jurassic Park | Resenha: Aqui
Uma impressionante técnica de recuperação e clonagem de DNA de seres pré-históricos foi descoberta. Finalmente, uma das maiores fantasias da mente humana, algo que parecia impossível, tornou-se realidade. Agora, criaturas extintas há eras podem ser vistas de perto, para o fascínio e o encantamento do público. Até que algo sai do controle






2.            O Circo Mecânico Tresaulti
Em pleno cenário pós-apocalíptico, O Circo Mecânico Tresaulti ergue sua lona e dá início ao grande espetáculo. Ambientado sobre a perigosa superfície de um mundo devastado, cheio de bombas e radiação remanescentes de uma guerra pela qual todos já saíram derrotados, este belo romance nos apresenta uma caravana circense em eterna viagem através de muitas cidades sem país, região ou rota definida. Lugares que podem não mais existir quando o circo retornar. Aqueles que se juntam ao circo procuram segurança, trabalho sem risco de vida ou apenas uma nova forma de recomeçar. E seguir adiante, apesar de tudo. Boss, a força motora do circo, agrega novos personagens, atraídos pela sua habilidade muito especial para recuperar corpos mutilados pela guerra, criando assim magníficos seres mecânicos pós-humanos – repletos de complexas engrenagens, placas de ferro, pétalas de cobre, pulmões relojoaria, rodas e pistões –, cada um trazendo para o circo algo nunca visto e sentido antes. O público se aglomera para ver de perto as proezas desse grupo de pós-humanos fascinantes mas por vezes sombrios. É nesse picadeiro que enxergamos uma parte de nós em uma delicada lente de aumento. Seguimos adiante cercados por personagens como Ayar, o homem forte, os irmãos acrobatas Grimaldi e o incrível trapézio vivo de Elena, além de um enigmático par de asas, objeto de uma guerra secreta nos bastidores do circo mecânico.






3.            O Gigante Enterrado
Uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento. Uma população desnorteada diante de ameaças múltiplas. Um casal que parte numa jornada em busca do filho e no caminho terá seu amor posto à prova - será nosso sentimento forte o bastante quando já não há reminiscências da história que nos une?





4.            Star Wars – Herdeiro do Império
Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedis.






5.             Eu Me Chamo Antônio
Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada.






Quais diagramações faltaram aí? Comentem 

 Compre em:
1.       Jurassic Park | Saraiva
2.      O Circo Mecânico Tresaulti | Esgotado no fornecedor
3.      O Gigante Enterrado | Saraiva
4.      Star Wars – Herdeiro do Império | Saraiva
5.      Eu Me Chamo Antônio | Saraiva

9 comentários:

  1. Olá Paulo,
    Adorei o post.
    Dos livros citados, eu tenho Circo Meânico Tressaulti e acho que é o livro mais lindo da minha estante.
    Outra edição da minha estante que eu gosto é de O Pequeno Príncipe - O livro ilustrado do filme, perfeito ♥
    Beijos
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo!

    A maioria dos livros da DarkSide e da Aleph são muito bonitos. Nunca me decepciono com a diagramação e com as artes das capas! Agora, O Gigante Enterrado está muito lindo também, não sabia que os ladinhos eram pitados de azul, ficou muito lindo!

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com

    ResponderExcluir
  3. Me apaixonei por todos! Lindos demais!
    Por enquanto, o mais lindo que tenho é A Menina Submersa - Memórias. Perfeito!

    ResponderExcluir
  4. Da sua lista eu tenho apenas O Circo Mecânico na estante. Esse livro é realmente muuuuito lindo, adoro as ilustrações, a Darkside arrasou demais nessa diagramação. Quero muito ler O Gigante Enterrado, pois a sinopse é bem interessante e essa capa está de arrasar. Acho que a diagramação mais linda da minha estante além mde O Circo Mecânico é a do livro Onde Cantam os Pássaros, apesar de ser mais simples :)
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Esse O Gigante Enterrado é lindo *-*
    Não conhecia ele, mas fiquei curiosa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ooi, tudo bom??
    Adorei esse post, bem inovador, afinal o livro não é só a capa né? Amo essa edição de Eu Me Chamo Antônio, e vou procurar mais sobre O Circo Mecânico, achei lindo *-*
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  7. Oi, Paulo. Eu já havia me encantado com a capa de Jurassic Park, mas não sabia que sua diagramação completa era belíssima assim, gostei bastante. Mas, há também O Gigante Enterrado que, com sua simplicidade consegue superar todos os outros mais ilustrados.

    ResponderExcluir
  8. Gente quando passei pelo O Gigante Enterrado me deu uma vontade de não ser pobre e ter vários moneys. Gostei de O Circo Mecânico que também é lindo.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Gostei muito dos livros e muito legal ver como as editoras estão cada vez mais caprichado nas capas e na diagramação e gostei muito da de O Circo Mecânico !!

    ResponderExcluir