Resenha: O Planeta dos Macacos | Pierre Boulle

Título: O Planeta dos Macacos
AutoraPierre Boulle
Editora: Aleph
Número de páginas: 216
Classificação★★★★★
Sinopse: Em um futuro não muito distante, três astronautas pousam em um planeta bastante parecido com a Terra, repleto de florestas luxuriantes e com clima ameno e ar perfeitamente respirável. Mas esse lugar – um pretenso paraíso – não é o que parece. Em pouco tempo, os desbravadores do espaço descobrem a terrível verdade: nesse mundo, seus pares humanos não passam de bestas selvagens a serviço da espécie dominante... os macacos.



– Resenha –
Jinn e Phyllis são um casal de férias no espaço. Em um momento de relaxamento, quando banhados pela luz de três sóis, o casal encontra uma garrafa de vidro, que dentro é revelado um manuscrito contando a história dos astronautas Ulysse, Antelle e Arthur, numa jornada à estrela Betelgeuse, alfa de Órion.
   Entre os planetas que orbitam Betelgeuse, está um que se assemelha a Terra – posteriormente nomeado de Soror –, onde eles decidem pousar e pesquisar, mostrando-se surpresos com o planeta. Relutantes, eles abandonam seus trajes e encontram um ar respirável e enfim, água proveniente de uma cachoeira, onde é revelada então a presença de uma mulher – Nova –, que se mostra nua e selvagem. Depois de tentar estabelecer contato, Nova foge com medo e volta com mais humanos, todos primitivos.
   Logo após uma série de acontecimentos, Ulysse se vê frente a frente a uma situação inesperada: macacos aparecem na floresta, todos vestidos e com uma linguagem própria, ao contrário dos homens, que se comunicam através de gritos e uivos. Eles caçam os homens e os levam a cativeiro, onde testes são realizados.
   Ulysse é obrigado a provar que não pertence a raça dos homens inferiores e tenta estabelecer contato com uma chimpanzé – Zira – numa tentativa de mudar o seu destino, antes que se torne tão inferior quanto os próprios selvagens de Soror.
(Não é propaganda de biscoito)
O livro retrata situações que mexem com o leitor e nos traz vários questionamentos ao decorrer da história. O Planeta dos Macacos nos mostra aspectos humanos (ou conscientes) no ponto de vista da hierarquia de animais que consideramos como personagens de circos, zoológicos e até mesmo cobaias para testes. Afinal, tal como a evolução dos macacos em Soror, a evolução humana nos tornou mais consciente de nossas ações ou cegos pela destruição criada por nossas próprias mãos? 


Quote
“A humilhação fica por conta de uma civilização humana ter sido tão facilmente assimilada por macacos.”
– Página 146.

7 comentários:

  1. A capa do livro está linda, todas as capas da Aleph são maravilhosas, isso eu tenho que concordar. Amei sua resenha e adorei o enredo do livro, eu sempre fiquei pensando em como seria se houvessem humanos (ou outros seres) no espaço e esse livro parece ser uma representação muito bem explorada sobre esse tema. O nome Ulysse me lembrou o poema A Odisseia, de Homero, tanto pelo nome quanto pelos personagens explorarem um novo mundo e meio que ficarem perdidos, será que tem alguma coisa haver? Já coloquei esse livro na minha wishlist e vou providenciar comprá-lo o mais rápido possível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Aleph realmente tem livros maravilhosos, cada vez aparecem mais que eu quero.
      Não sei se tem a ver, mas darei uma olhada quanto a isso.
      Por falar em wishlist, espera mais um pouco pois estamos pensando na possibilidade de fazer um sorteio do livro aqui no blog. Fica de olho ;)

      Excluir
  2. Oi, Paulo. Foi recentemente que conheci a Editor Aleph. E, como já dito, essa editora possui capas maravilhosamente lindas para suas obras, o que resulta em uma harmonia indescritível. Em O Planeta dos Macacos não foi nada diferente. Além, é claro, da sua linda estória de conscientização e reflexão para nós, leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Aleph se supera a cada lançamento. Só consigo me apaixonar cada vez mais pelos livros e a editora. A estória é realmente muito bem construída e o final supera todas as expectativas do leitor.

      Excluir
  3. Oie
    Esse livro é super lindo,visualmente falando.E eu tenho ele já faz um tempo mas até agora não entrei no clima para o ler.O autor parece ter feito uma ótima critica a nossa sociedade e espero que eu curta esse livro assim como os demais da Aleph que eu amei.E os dois filmes são inspirados nesse livro?

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma historia bem diferente, retratando o inicio da humanidade em um planeta diferente. E muitas coisas o diferencia dos outros famosos livros. Não quero dizer que não me despertou vontade de lê-lo, porque fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Quando vi o titulo do livro pensei no filme achei o começo do livro meio maculo e diferente, mas a historia parece bem legal principalmente os questionamentos que o livro nos trás que é uma coisa que gosto muito, também gostei da capa que achei diferente !!

    ResponderExcluir