RESENHA:O GAROTO NO CONVÉS | JOHN BOYNE

Título: O Garoto no Convés
Autor: John Boyne 
Editora: Companhia das letras
Número de páginas: 325
Classificação:  ★★★★
Sinopse: Em abril de 1789, semanas após concluir no Taiti uma curiosa missão com fins botânicos - coletar mudas de fruta-pão para alimentar os escravos nas colônias inglesas -, o navio de guerra britânico HMS Bounty foi palco de uma revolta de parte da tripulação contra o capitão William Bligh, que acabou deixado à própria sorte em um bote em alto-mar junto com os marinheiros ainda fiéis a seu comando. Sem provisões e instrumentos de navegação adequados, o grupo enfrentou 48 dias de duras provações até alcançar a costa do Timor. Neste livro, a história da expedição é narrada do ponto de vista de John Jacob Turnstile, um garoto de Porstmouth, sul da Inglaterra, que sofre abusos de toda sorte, inclusive sexuais, e pratica pequenos furtos nas ruas da cidade. Detido pela polícia após roubar um relógio, é salvo pela própria vítima do roubo quando esta lhe faz uma proposta - em vez de ficar encarcerado, embarcaria no HMS Bounty para passar pelo menos dezoito meses como criado particular do respeitado capitão Bligh. Turnstile aceita a barganha, planejando fugir na primeira oportunidade. Mas a rígida disciplina da vida no mar e uma relação cada vez mais leal com o capitão transformarão sua vida para sempre.

                                                                Resenha –

Em "O Garoto no Convés", é narrada a história do jovem órfão de quatorze anos John Jacob Turnstile, que após ser pego furtando um relógio de um fidalgo francês, é lhe oferecida a proposta de, ao invés de ir para a prisão, fazer parte da tripulação do famoso navio da marinha inglesa HMS Bounty e servir ao comandante, o tenente William Bligh. 
   O navio tinha como missão uma viagem até o Taiti para buscar um carregamento de mudas de fruta-pão. As mudas seriam plantadas na Jamaica e serviriam como alimentação boa e barata para os escravos.
   Diferente de “O Menino do Pijama Listrado” (livro de maior sucesso escrito pele autor desta história) a narrativa não é totalmente inocente devido ao fato de que o personagem principal é o narrador. Sendo assim, o escritor nos deixa a par de todos os pensamentos ‘malandros’ que se passam na cabeça do jovem.
  A leitura pode parecer cansativa por se tratar de uma história que se passa em auto mar e ainda por cima no século XVIII. Mas de certa forma a leitura foi bastante cativante, e o livro, um dos melhores que tive o prazer de ler em toda minha vida.
    
Recomendo a leitura!

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Oi Ruana!

    Nunca li esse livro, mas já tive contato com o autor com O Menino do Pijama Listrado (que acabou comigo de todas as formas) e Fique Onde Está e Então Corra. Ambos mexeram muito comigo e virei fã do autor, quero ler tudo dele. Todas as histórias dele parecem um pouco cansativas, mas na verdade são extraordinárias. A narrativa é um pouco lenta, mas acho isso a marca do autor.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana clara !

      Leia ! Já que gostou destas histórias, não tenho dúvidas de que se surpreenderá com essa;

      Excluir
  2. Oi Ruana,
    Confesso que, pela sinopse, eu não senti tanta vontade de ler o livro. Eu sou apaixonada por "O Menino do Pijama Listrado". Acho a história muito cativante.
    Mas fiquei um pouco balançada ao ler que esse livro é um dos melhores que você já leu, acho que talvez eu o leia sim.
    Beijos, Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
  3. Olá Thamiris,
    A sinopse nem sempre é tão cativante quanto a história!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Bem, Ruana. Eu, particularmente, não me animei, assim como você disse, com a proposta do livro passar a maior parte do seu tempo em auto mar, ainda mais em vários séculos já passados. Creio que, para mim, a leitura ficaria muito cansativa e eu acabaria abandonando o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tive essa impressão antes de ler, Ycaro!

      Excluir
  5. Oie
    Eu gosto bastante do Boyne e de sua narrativa,se bem que na maioria dos livros dele que li a narrativa tem uma pegada mais inocente mesmo pelo fato dos personagens serem crianças.Eu ainda não li esse livro mesmo tendo uma imensa vontade mas não acho ele em lugar nenhum pra comprar,então isso dificulta um pouco as coisas.E se tem uma coisa que eu gosto é histórias em auto mar.

    ResponderExcluir
  6. Não li o livro do autor só assisti ao filme O Menino do Pijama Listrado e me inconformo com o fim. Depois do filme quero ler o livro para tirar minhas duvidas, ai talvez se eu gostar eu leio este, o que vai de um, vale para outro, mesmo você falando que é bem diferente deste livro.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não li nada do John Boyne é mesmo não gostando muito desse livro pois a historia não me conquistou mas achei interessante por se passar no seculo XVIII e ainda com a marinha inglesa !!

    ResponderExcluir