#Sessãodameianoite: Vai que Cola - O Filme


Olá gente! Trago mais uma indicação de filme e hoje o filme que indico é nacional e estreou recentemente tendo a maior abertura de filme brasileiro em 2015. Para quem gosta de comédia sem muitas pretensões, ou procura algo que faça rir e não exija pensar nem um pouco, um filme para total distração e passatempo, continue a ler a resenha para saber mais e não e preocupe não darei spoiler. 

Sinopse: 
Após ser vítima de um golpe que roubou todo seu dinheiro, Valdomiro (Paulo Gustavo) se muda para a pensão da Dona Jô (Catarina Abdalla) no Méier, bairro localizado no subúrbio do Rio de Janeiro, onde pretende escapar da polícia. Para sobreviver, ele passa a vender quentinhas pelas redondezas. A situação muda mais uma vez quando Andrade (Márcio Kieling), seu ex-sócio, consegue fazer com que Valdomiro recupere sua cobertura no Leblon. Mas há um problema: como a pensão foi interditada pela Defesa Civil, Dona Jô e os demais moradores se mudam para a casa de Valdomiro.

Bem, para começar é importante dizer que esse filme é baseado na sitcom da Multishow e os fãs com certeza amaram ver a série adaptada para as telonas. Eu não assisti a série da MSW, nenhum episódio, na verdade já tinha ouvido falar, mas nunca me interessei em procurar e meu namorado que já assistiu só precisou me explicar uma coisa durante o filme que é o bairro onde as coisas se passam, mas eis um ponto positivo: dá pra ir ver o filme sem ter visto a série, tranquilamente.


O filme é divertido, os atores assumem com prazer seus caricatos personagens. O Paulo Gustavo, ator principal da trama cumpre bem seu papel de mostrar a quem assiste que o filme tem um formato diferente onde ele interage com o público, uma mistura de teatro e sitcom que apesar de em alguns momentos parecer forçado demais, na maioria das vezes tirou boas risadas de quem assistia. 


Sinceramente, não é um filme para ir com expectativas, vá despojadamente se não tiver nada para assistir ou se você realmente gostar de comédias pastelão, você vai rir, vai revirar os olhos com a obviedade do roteiro e vai dar de ombros ao perceber que é esse tipo de filme sem pretensões que agrada a maioria das pessoas. É uma obra de comédia que cumpre muito bem seu papel: todo mundo ri muito, pelo menos por boa parte do filme.

Muito se endemoniza o cinema nacional, mas só o faz quem não conhece, temos um exemplo do filme "Que horas ela volta?" que nos representará na disputa por uma vaga no Oscar e provavelmente falarei dele semana que vem. Digo isso porque precisamos saber que nem toda produção é feita com intenções de reflexão, e isso acontece em toda forma de entretenimento: filmes, livros, novelas, séries e jogos. Todos tem seus representantes dignos de um debate no café filosófico e também seus representantes que vieram puramente para entreter de forma objetiva. Até porque são formas de escape do nosso cotidiano e problematizar demais o que para muitos é um lazer que alivia a tensão do dia a dia não é legal, a pessoa que faz isso se torna pedante. 

Então é isso: um filme para rir muito, apesar de alguns momento forçados e um humor caricato. O que você acharam? Compartilhem suas opiniões ;) 

Até mais!

3 comentários:

  1. todo mundo ta falando bem desse filme, e msm c algumas criticas ele parece ser bem legal..
    estou querendo mt ver
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adoro filmes que servem meramente para divertir no tempo livre.Para mim, Paulo Gustavo já tem uma cara de comédia, então com certeza irei ver, kkkk.
    Bjim!

    Tammy
    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Eu já vi alguns episódios de VAI QUE COLA e gostei bastante! Estou bem curiosa para ver o filme, mas com o seu aviso, vou ao cinema sem muitas expectativas!

    Beijos
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir