Sessão da Meia-Noite: Operações Especiais

Título original: Operações Especiais
Gênero: ação, nacional, policial
Classificação: 14 anos
Nota: 

Sinopse: 
Um grupo de policiais 100% honestos é enviado a uma cidade do interior do Rio de Janeiro que está sofrendo com o aumento da criminalidade após a criação das UPPs. O governo convoca Paulo Froés (Marcos Caruso), delegado com a ficha mais limpa da corporação, e reúne uma equipe especial para a campanha. Entre os agentes selecionados está Francis (Cleo Pires), uma investigadora novata que precisa provar que tem valor. Em pouco tempo eles resolvem o problema e são aclamados pela opinião pública. Mas a "lua de mel" dura pouco. A aplicação do rigor da lei começa a incomodar a todos. A situação se torna insustentável e o governo se vê forçado a intervir novamente. Mas nem tudo voltará a ser como era antes.
                                                              Resenha


 A um tempo atrás eu tinha muito preconceito com filmes nacionais... vamos ser sinceros, a qualidade dos nossos filmes não era das melhores. Mas ainda bem que isso tem mudado e, cada vez mais, tenho gostado dos nossos filmes. 


Quando vi o trailer desse filme achei muito interessante. Uma polícia novata na policia civil do Rio de Janeiro no momento de caos que foi a ocupação da UPPs (se você não lembra vale uma pesquisa rápida no tio google). Só pra lembrar: clima de guerra no Rio e cidades vizinhas com aumento considerável da violência.
Bom, mas vamos falar do filme em si. Os atores foram ótima escolha para seus papéis. Fiquei com muito medo de acabarem sendo caricatos e, ainda bem, isso não ocorreu. Cada um na sua medida e personagens bem verdadeiros.

Cleo Pires simplesmente arrasou! Conseguiu passar a adaptação da personagem com esse mundo todo diferente da policia (antes ela era turismóloga!) e o seu crescimento dentro da corporação. Desde o início já mostrava que a personagem era uma mulher forte e determinada. 

O filme tem lá suas cenas de ação, mas nada forçado ou exagerado.. bem na realidade do nosso país mesmo. Aliás, retrata beeem o que temos por aqui: corrupção, violência, exploração dos mais pobres... e aqueles poucos tentando mudar isso tudo!

Vale a pena! 




1 comentários:

  1. Não sou de assistir muitos filmes brasileiros principalmente quando é um tema parecido com isso, mas acho que vou tentar sair um pouco da "zona de conforto americana" e passar a assistir mais filmes nacionais e com temas diferentes.

    Gostei da resenha, Lais!
    Lauren | http://blograzoesliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir