RESENHA: MORDIDA | MEG CABOT

Título: Mordida
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
 Número de páginas: 320
Classificação: 
Sinopse: O poder especial de Meena Harper finalmente será valorizado. A Guarda Palatina – uma poderosa unidade secreta que caça demônios – a contratou para trabalhar na filial de Manhattan. A questão é: seu ex-namorado, Lucien Antonesco, é filho do Drácula e o príncipe da escuridão. Tudo bem, Meena decidiu que já chega de vampiros em sua vida. Ao menos até que consiga provar que, mesmo não tendo alma, os seres demoníacos não perderam a capacidade de amar.





                                                 – Resenha –

A continuação de Insaciável não poderia ser menos eletrizante! Depois do desastre na Catedral de St. George e de Lucien quase ter matado a ela e seus melhores amigos, Meena resolve se afastar de uma vez por todas do Príncipe das Trevas. Ela recusa sua proposta de proteção e imortalidade para seguir sua nova profissão.

Contratada pela Guarda Palatina, Meena agora faz parte da frente de combate aos demônios como seu ex-namorado. Com o seu precioso dom, ela é protegida pela sociedade secreta e seu trabalho consiste principalmente em prever os riscos fatais que podem envolver os guardas da Palatina em suas buscas diárias por atividade demoníaca em Manhattan.

Refazendo sua vida, ela, seu irmão Jonathan e seu cão e detector de demônios, Jack Bauer, se mudam para um novo apartamento totalmente equipado com crucifixos, alho e água benta. O AP é uma verdadeira fortaleza, mas da porta para fora, Meena está exposta aos perigos adormecidos, só esperando por sua aparição nas ruas. Seu caminho é de casa para o quartel general da Palatina e vice versa, fazendo-a uma prisioneira na sua liberdade.  

Até que Meena começa a ser intensamente perturbada por sonhos com David, seu ex namorado humano e normal. Na certa estaria novamente prevendo sua morte, uma vez que já salvou sua vida de um tumor cerebral um ano antes, e logo depois ele a trair com sua enfermeira da radiologia.

Casado e com um bebê, Meena fica preocupada com sua saúde e não hesita em convidar David para uma conversa séria sobre sua morte iminente. O que Meena não esperava era que ele já estivesse morto e transformado em vampiro, e ainda que fosse tentar atacá-la. E além disso, quem ela menos esperava é que aparece para lhe resgatar: Lucien ressurge da escuridão.

Depois de meses sem notícias, a visão de Lucien logo abala seu frágil coração. Apesar de estar trabalhando para a Palatina agora, ela não acredita realmente que todos os vampiros são monstros sem alma, principalmente Lucien. Ela está empenhada em provar que a mãe dele era um anjo e que ele herdou em si cinquenta por cento de sua bondade. Acontece que ninguém acredita nela.

Porém, após ela ter que empalar David, Lucien parece o menor de seus problemas. A esposa de David também está sumida, e provavelmente transformada, e representa um grande perigo para sua família, a equipe de extermínio da Palatina e para a própria Meena. Com os Dracul praticamente extintos, a única resposta para essas novas transformações é que um novo clã esteja em busca do sangue cheio de magia de Meena Harper. Assim, Alaric Wulf é novamente designado para sua segurança, mesmo que isso signifique arriscar tudo por ela.

Descubra o final dessa história que irá revirar o seu estômago e tira o seu fôlego. Não é uma simples história de vampiro, e sim a de uma heroína que nos prova que o poder da crença no impossível é capaz de transformar até os seres mais sombrios.
    

Boa leitura!

0 comentários:

Deixe seu comentário