12 meses, 12 cores | Março Preto


Preto e simbologia pelo mundo 
Oriente Médio, nascimento e morte; 
Culturas latinas, masculinidade e lamentação; 
Culturas orientais e asiáticas, masculinidade, saúde, riqueza, e prosperidade; 
América do Norte e Europa, representa o fim, a morte, a formalidade e a lamentação. 

Por mais que as cores possuam "representações", nem todas de fato correspondem aos fatos. O preto na verdade ainda é (infelizmente) uma cor frequentemente utilizada para más situações, entre elas, o denegrimento da raça negra. Cor não é o mesmo que raça. Raça determina traços, características, cultura e todo um contexto histórico, que no caso do negro, exala escravidão e preconceito. É visível o avanço na luta por direitos, mas o caminho ainda é longo. Em 21 de março, é celebrado o Dia Internacional contra a Discriminação Racial.





Preto é a ausência das cores e da luz, e apesar disso, é a que mais a absorve. Quando pequenos, é do escuro que temos medo. Para muitos, representa azar quando estampado em um gato preto. Ou melancólico. Na moda, é fortemente utilizado em roupas e design, como os em estilo vintage.


E quem disse que só existe preto preto? São mais de 50 tons mais escuros (referências a parte) ou mais claros que o habitual. Preto é uma cor de característica forte. O que combina claramente com a protagonista do livro indicado do mês. Garota Exemplar foi uma das minhas melhores leituras (e surpresas) no ano de 2013. Através de três partes, o livro narra a estória do casal Amy e Nick, que lidam com as dificuldades da vida a dois. Em seu aniversário de casamento, ao voltar para casa depois do trabalho, Nick se depara com a casa revirada e Amy desaparecida. Pistas que o levam ao seu presente de aniversário de cinco anos foram deixadas. Na busca por respostas, a polícia encontra o diário de sua mulher, e o que tudo indica, Nick é o principal suspeito. Correndo contra o tempo e tentando provar sua inocência, Nick se vê em um labirinto de mentiras. 
Gillian Flynn construiu uma personagem feminina forte, inteligente e que sabe exatamente os caminhos a serem tomados. A leitura é rápida e fluida. A adaptação não fica para trás: é extremamente fiel e consegue agradar. Além disso, a autora também tem outros livros publicados, Objetos Cortantes Lugares Escuros, ambos também pela Intrínseca.   Até o próximo mês!




3 comentários:

  1. Olá Paulo,
    Que postagem mais bacana e que fotos bacanas.
    Eu amor a cor preta, se eu pudesse só usaria essa cor.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Paulinho esse foi um dos meses que mais gostei. Apesar de toda essa coisa negativa em volta do preto eu o vejo como uma cor que revela glamou só sentido da moda e uma melancolia gostosa (eu amo coisas melancólicas, acho que você sabe). As fotos estao maravilhosas como sempre e nunca uma ausência de cor teve tanto brilho como aqui.

    Continua, está tudo lindo.
    Bjão.

    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei as fotos, adoro a cor preto! Acho forte, sentimental, melancólico!

    Parabéns pelo blog, tá lindo!

    Abraço,
    www.meuexpresso.com

    ResponderExcluir