Resenha: Extraordinário | R.J. Palacio


Extraordinário
Título : Extraordinário
Autora : R.J. Palacio
Editora : Intrínseca
Número de páginas : 320
Classificação: 
Sinopse: 
August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.


                                                                     -Resenha -



August Pullman é um garoto de 10 anos. Ele gosta de Star Wars, ama sorvete e é um menino alegre. Ele ama sua família como todo garoto. Contudo, August é um pouquinho fora do comum.

August nasceu com uma síndrome rara, a qual causou nele uma aparência um tanto diferente das outras pessoas, além de uma grave condição de saúde. Após anos em casa ele terá que finalmente encarar o maior medo de muitas crianças: A escola!

“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.”

August começa a perceber sua diferença e se sentir mal por isso. August passa pelo que todas as pessoas passam, mas de forma ainda maior: A tristeza por ser diferente, a tristeza por não se encaixar. E apesar de se sentir mal por isso August não perde a alegria e a felicidade. Ele não para de acreditar no bem que existe nas pessoas. August é sim especial. Mas por ser uma criança Extraordinária.

 “Você nasceu original, não se torne uma cópia.”

Extraordinário mostra a realidade de como o ser humano espera pelo normal e se frustra ao ver o mínimo sinal de diferença, nesse caso, um grande sinal. Extraordinário é uma história extraordinária ao tratar de bullying, preconceito, amadurecimento, a inocência infantil e os fatores de moldam o caráter de uma criança. E tudo isto numa linguagem linda, calma e singela apropriada para todas as idades. Extraordinário não tem apenas a linguagem singela. Seu enredo é singelo e a forma como somos conduzidos até o final de “suar os olhos” é extraordinária.
            Além disso, o livro revela o valor de simples gestos, como o toque, o valor da amizade: quando Auggie se torna mais feliz ao ter amigos que não se importam com sua aparência. Mostra o valor da coragem e da autossuficiência, da necessidade de tomar o próprio caminho: esse, o valor mais bonito mostrado no livro pelo Jack. O livro mostra como a criação, os exemplos da família interferem na formação do indivíduo. O amor fraternal em confronto com o amor individual, por Via.
 “Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo”
Enfim, é um livro que deve ser lido por todos, não para se emocionarem, comentarem e ponto, passa para o próximo. Mas para que cada um perceba a realidade: todos nós somos descritos neste livro. Professores, pais, amigos, família, colegas. Todos devem perceber ao ler esse livro que o diferente incomoda e parar com o discurso hipócrita que “não se importa”. Deve-se adquirir essa consciência e tentar mudar isso, transmitir algo diferente aos filhos.

“Você não consegue se esconder quando nasceu para se destacar”.
 


 Recomendo que crianças leiam, para que percebam, aprendam, e tenham consciência que realmente "ser diferente é normal". Afinal, é na infância que se constrói o que será mostrado no futuro.

2 comentários:

  1. Oie...
    Li esse livro em 2014, se não me engano... e até hoje me lembro muito bem dele porque ele é capaz de deixar uma marca no leitor, onde percebemos que nunca, jamais, devemos julgar uma pessoa pela sua "casca", pois, como disse o consagrado Exupéry : "O essencial é invisível aos olhos".
    Acho que ele deveria ser recomendado até nas escolas, pois, é onde está concentrado a maior parte do bullying.
    Adorei sua resenha ;)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Uma estraordinária vontade de ler agora esse livro.Amei!

    Ana Paula

    ResponderExcluir