Resenha: Garota Online | Zoe Sugg

Título: Garota Online
Autor:  Zoe Sugg
Editora: Verus                                 
 Número de páginas: 308
Classificação:  
Sinopse: Com o nickname Garota Online, ela escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida.
Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum.
De repente, Penny percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre.
Garota Online é um livro encantador, que traduz exatamente o que significa crescer e se apaixonar na era digital.

                                                        Resenha 

     Nunca liguei pra uma tal de Zoella mesmo que dezenas de blogueiros já tenham falado nessa menina. Eis aqui, então um livro de Zoe Sugg. Ele certamente é um conto juvenil, e digamos de verão. ( Apesar que o clima é de inverno). 
  
  Penny é uma personagem doce, insegura, cheia de sonhos. Durante ao livro, cheguei a pensar que ela tem características infantis. Não de modo ruim, ela só é ingênua. 

 Noah é um personagem peculiar, saiu do conto de fadas e foi parar em Nova York, sério, acho que não existe um ser humano do sexo masculino como ele.Por isso, dei uma estranhada.  O livro tem uma história até gostosa. Entretanto, tem algumas falhas, como o trabalho de fotógrafa, a Penny não entrega o trabalho para os donos, nem mesmo é mencionado.  
Outra coisa que me incomodou foi o Noah, com cara de bad boy, ser um completo bocó. E pelo desenrolar ser previsível. O tempo da história é bem marcado, enquanto o espaço que ela está em UK, é bem estruturado, o de Nova York não. Outdoors? Grandes letreiros ? Continuei procurando até o final do livro. 

Acho que ele me ganhou mais por outros assuntos, que torna o livro menos vazio. Como o trabalho emocional que se vem fazendo até a última página em relação aos ataques de pânico da Penny. Ou a responsabilidades de quando você é um frequentador, criador de conteúdo na internet. Além de ter que aprender a deixar embora as pessoas que você já amou/ forma importantes no seu crescimento. 

 No final, me pareceu que algo estava se encaixando mal, e me espantei com algumas atitudes de personagens, por que se fosse na vida real, seria bem mais cruel. Porém, ela fez um grande esforço pra tirar coisas boas das últimas experiências. 

4 comentários:

  1. Esse é um livro que está na minha listinha de desejados, tenho muita vontade de ter na estante e ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eita Giovana, e eu pensando que esse livro era mil maravilhas. Parece ser uma boa história, mas creio que todos os erros citados acabam deixando um livro cansativo e sem graça. Enfim, esse eu não leria. Amei a resenha, foi bem sincera *-*.

    Até mais, Davidson.
    Www.meninoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que bom que tenha gostado da resenha, tento passar minha opinião sincera sobre os livros que eu leio.
    Xx

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir