RESENHA: ALUGA-SE UM NOIVO | CLARA DE ASSIS

Título: Aluga-se um Noivo
Autor: Clara de Assis
Editora: Clara de Assis
Disponível em: E-book – Amazon.com.br
Número de páginas: 299
Classificação: 
Sinopse: Nada poderia ter afetado tanto Débora Albuquerque, quanto ter de enfrentar seu ex-namorado, João, como padrinho de casamento de seu irmão. Como se não bastasse, acompanhado por sua nova namorada, ninguém menos que Letícia, a quem Débora um dia chamou de amiga.
A situação já parecia bastante ruim, quando Débora teve a brilhante ideia de surgir na festa, muito bem acompanhada. Para tanto, acordou com um garoto de programa, Théo, para que se fizesse de seu namorado e juntos mostrassem ser o casal mais feliz do Mundo. Por sorte, ou não, a inseparável melhor amiga de Débora, Carol, resolveu dar uma mãozinha e o que antes era uma loucura, tornou-se algo mais complicado que nunca, de namorado a noivo, num piscar de olhos.
Débora, carioca, balzaquiana, estava disposta a pagar o quanto fosse para não aparecer sozinha na festa. Théo seria o namorado ideal, lindo, sofisticado, com sotaque italiano e extremamente sedutor. O plano era perfeito, mas Débora se apaixonou.





                                                 – Resenha –

“Amo trabalhar no centro do Rio de Janeiro, existe tanta opção pra tudo!
Que... sei lá, amo!” (Débora Albuquerque)

Taí a frase que me ganhou de cara ao iniciar a leitura de Aluga-se um noivo. Me identifiquei na hora com a protagonista, que logo depois de se declarar ao Centro do Rio, entra em uma certa livraria na Rua do Ouvidor (sem citar nomes, mas é a minha favorita na vida <3 ).
Depois de me apaixonar pelo livro com esse começo, a leitura fluiu deliciosamente. Um livro nacional apaixonante, bem escrito, cheio de referenciais próximos do nosso dia a dia, extremamente engraçado e divertido.
Débora e Carol são duas amigas inseparáveis e donas das ideias mais mirabolantes. Ao descobrir que seu irmão convidou seu ex, João, e a atual namorada dele (... e sua ex amiga), Letícia, para serem padrinhos de seu casamento, Débora fica louca de raiva e desesperada para arrumar um acompanhante à altura para ficar ao seu lado no altar.  
Solteira e sem saber o que fazer para não passar vergonha, afinal não queria passar a impressão de estar mal desde a separação, ela e Carol saem à procura de um namorado de aluguel.
A ideia era solicitar a um garoto de programa e fosse seu acompanhante durante o final de semana do casamento. De jeito nenhum ela subiria naquele altar sozinha! Estava decidido. Porém aí vinha a parte mais difícil: como/onde encontrar alguém que preenchesse todos os seus requisitos para apresentar como “namorado” à sua família?
Depois de várias tentativas frustradas, ambas se deparam com um anúncio promissor. As fotos eram de tirar o fôlego e elas ligaram para o boy, marcando para que ele as encontrasse na casa de Débora.
O homem era lindo de morrer e, por ironia do destino, era o gato que ela havia encontrado em uma livraria (a tal da Rua do Ouvidor <3) dias antes e ficado encantada.
Apesar de suas pernas terem se tornado gelatina e ela ter feito um papel ridiculamente cômico diante do bonitão, eles logo se acertaram (por um valor significativo, lógico). Ele deveria aparecer nos eventos pré-casamento, para já ir montando a cena. O acordo não incluía sexo ou qualquer interação longe dos olhos das pessoas, pois o trato era alimentar apenas as aparências e não os desejos de Débora.
Tudo estava indo bem, até que para certificar de que Débora estava mesmo comprometida, Carol acaba soltando para a cunhada de Débora que ela e Théo (o boy magia tudo de bom) estavam noivos. NOIVOS. Morando junto e tudo. Aí a coisa muda logo de figura. O acordo precisa ser editado e o plano de terminar logo após o casamento fica abalado.
Além disso, com o passar dos dias fica cada vez mais na cara que essa história de “apenas aparências” não vai durar muito tempo.
E agora, o que Débora irá fazer? Irá se render ao charme do boy e usufruir do garoto de programa de todas as maneiras possíveis? Irá ela conseguir disfarçar os sentimentos que aos poucos vão surgindo? Será que ela definitivamente terá a tão esperada companhia no altar para esfregar na cara do ex?
Recomendo a leitura desse romance gostoso, cômico e picante!


Boas risadas!

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Natttt
    Adorei sua resenha
    Vou querer ler o livro , com certeza !

    ResponderExcluir