Resenha: Dama da Meia-Noite - Os Artifícios das Trevas #1 | Cassandra Clare

Dama da Meia-NoiteTítulo: Dama da Meia-Noite - Os Artifícios das Trevas #1
Autor:  Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Número de páginas:574
Classificação: 
Sinopse: Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.

O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar.

Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira.

Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade?

A magia e aventura das Crônicas dos Caçadres de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data.






                                                – Resenha –


“Todos os grandes filmes são sobre o amor. Amor perdido, amor encontrado, destruído, recuperado, comprado, vendido, morrendo e nascendo.”

Cassandra Clare continua escrevendo séries no mesmo universo criado por ela. Esses dias comentei que os escritores andam fazendo muito isso, reclamando que não é tão legal. Mas devo confessar que acho que Cassandra Claire pode e DEVE continuar no mesmo universo. Ela sempre tem algo novo pra mostrar, engrandecendo mais ainda história dos Caçadores de Sombras e do Submundo. Acho maravilhoso como ela sempre acerta.

Eu tenho, sim, uma crítica negativa. Achei o livro muito grande. Amo a escrita da Cassandra Clare, mas cansou um pouco. Porém, é grande por um motivo: vamos então nos situar na história primeiro…
“Se havia duas coisas que ele acreditava que não tinham limites, eram amor e imaginação.”
Temos três séries: Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais e Os Artifícios das Trevas —  onde, nesta última, o primeiro livro é Dama da Meia-Noite. No universo que Cassie criou, As Peças Infernais acontecem primeiro, depois Os Instrumentos Mortais e agora Os Artifícios das Trevas. E eu recomendo ler todos os outros antes desse, pois aparecem personagens das duas outras séries. ;)

Em Cidade do Fogo Celestial, só pra recapitular rapidinho: durante a Guerra Maligna contra Sebastian, os pais de Emma Castairs são assassinados. A Clave coloca a culpa em quem? Sebastian, é claro. Porém, Emma duvida muito disso, e o enredo de Dama da Meia-Noite corre na investigação de Emma.

Ainda recapitulando um pouco, o pai de Julian Blackthorn foi transformado em Crepuscular, e o próprio Julian teve de matá-lo, um peso que ele carrega consigo o tempo todo. Mas ainda temos mais problemas com a família Blackthorn:

Após a Guerra Maligna, a Clave declarou a Paz Fria com os integrantes do Submundo — MAS as fadas são excluídas, pois estavam ajudando Sebastian. Nephilim não pode ajudar fada, fada não pode ajudar Nephilim — aliás, nem conviver. rs — Por isso, Mark e Helen Blackthorn, irmãos de Julian, foram exilados: eles são meio Nephilim, meio fada.

Muita coisa, né? Pois é, por isso o livro é grande. Por isso é cansativo, também. Agora que estamos situados, vou falar só um pouco mais, pra não falar demais também:
Dama da Meia-Noite ocorre no instituto onde vivem os Blackthorn — e Emma Castairs. Julian e Emma são parabatai, e o livro conta mais também sobre o poder que os parabatai têm — algo que a gente nunca cansa de ver, né?
“Somos parabatai, e isso significa que as coisas que fazemos juntos são… extraordinárias.”
Personagens que precisam de um destaque: amei todos os irmãos Blackthorn e suas histórias. A união da família foi algo muito bonito de ler… Também temos Cristina Rosales, que veio de um instituto latino para aprender(e fugir de problemas pessoais). E estou gostando de ver mais das fadas, sempre é legal ver sua crueldade e sinceridade.

A escrita de Cassandra Clare evoluiu muito. E esse livro tem uma trama que engana o leitor: você acha que tá suspeitando da pessoa certa e depois vê que foi feito de bobo igual todos os outros personagens. hahaha
Conclusão? Leia!!!




0 comentários:

Deixe seu comentário