Resenha: O Espadachim de Carvão | Affonso Solano #1


O Espadachim de CarvãoTitulo: O Espadachim de Carvão
Autor: Affonso Solano
Editora: Leya
Numero de paginas: 256
Classificaçao: 
Sinopse: Kurgala é um mundo abandonado por Quatro Deuses. Adapak é filho de um deles. E hoje ele está sendo caçado. Perseguido por um misterioso grupo de assassinos, o jovem de pele cor de carvão se viu obrigado a deixar a ilha sagrada onde cresce e a desbravar um mundo hostil e repleto de criaturas exóticas. Munido de uma sabedoria ímpar, mas dotado de uma inocência rara, ele agora precisará colocar em prática todo o conhecimento que adquiriu em seu isolamento para descobrir quem são seus inimigos. Mesmo que isso possa comprometer alguns dos segredos mais antigos de Kurgala.

                                                             Resenha


O mundo de “Espadachim de Carvão” é incomparável. Não é tão amplo quanto o mundo de Tolkien nem tão bem politicamente estruturado quanto o de George R. R. Martin mas é, certamente, um dos melhores títulos brasileiros de fantasia medieval, de criatividade e singularidade memoráveis para todos os leitores que se aventuram e desventuram em conhecer Adapak, protagonista do livro.

Adapak, uma versão africana e marombada do Voldemort, que acidentalmente ostenta o título de Espadachim de Carvão é um guerreiro treinado dentro da casa de um deus, por ser filho deste. Um dos Os Quatro Que São Um, pai de Adapak, no entanto, sofre um ataque em sua própria morada divina e tem de lançar o filho entre os mortais. Revoltado contra a sina de seu pai, Adapak busca tanto esclarecimento do que houve no ataque, de onde veio e da causa. Uma vez que ciente disso, trataria da vingança.

O livro é cheio de surpresas de um universo totalmente original e abrangente, com raças inéditas com um sistema de “balanceamento” de raças e política muito sutil, até imperceptível para os mais dispersos. Ele começa meio confuso em sua narrativa, mas o Affonso Solano, escritor do livro, faz jus ao cargo de storyboarder da Globo e faz milagres.

Entre esses milagres estão Os Círculos. Um sistema de combate que ajuda tanto o leitor a entender as (EXCELENTES) cenas de luta quanto Adapak a se livrar de diversos problemas e embates. Ou ser um verdadeiro “monxtro” quando se trata disso, simplesmente imbatível. Nerf, plz.

O último atrativo do livro a ser listado, porque muitos outros se fossem listados tirariam a graça do livro – e acredite, existem pelo menos mais dez motivos para você ler esta obra-prima – é a excelente interpretação dos personagens que são cheio de personalidade.

E que os Quatro Que São Um te guiem (direto para uma livraria ou para a casa daquele(a) amigo(a) que tem o livro.)



0 comentários:

Deixe seu comentário