Resenha: Do Silêncio à Condenação - O Círculo dos Imortais #2 | Ananda V.

Título: Do Silêncio à Condenação
Autor: Ananda V.
Editora: Arwen
Número de Páginas: 528
Classificação:
Sinopse: Melissa tinha sobrevivido. Após a descoberta de ser o alvo de uma busca feroz que já atravessava gerações, ela se vê submersa em um ruidoso silêncio, o que não cessará sua luta por sobrevivência. As Criaturas que pertencem à Noite assistiram ao seu majestoso despertar, e agora a desejavam com ainda mais paixão. Além do perigo iminente, a jornada de Melissa se tornaria cada vez mais obscura, sendo seu maior inimigo ela mesma. A prova empírica da existência do Mal havia transformado seu mundo e a si mesma da maneira mais cruel e irreparável possível. Entre o ódio e o amor, Melissa tem uma escolha a fazer. Mergulhar em si mesma pode ser perigoso, mas há certo charme em pertencer aos juramentos da Noite, não?Melissa tinha sobrevivido. Após a descoberta de ser o alvo de uma busca feroz que já atravessava gerações, ela se vê submersa em um ruidoso silêncio, o que não cessará sua luta por sobrevivência. As Criaturas que pertencem à Noite assistiram ao seu majestoso despertar, e agora a desejavam com ainda mais paixão. Além do perigo iminente, a jornada de Melissa se tornaria cada vez mais obscura, sendo seu maior inimigo ela mesma. A prova empírica da existência do Mal havia transformado seu mundo e a si mesma da maneira mais cruel e irreparável possível. Entre o ódio e o amor, Melissa tem uma escolha a fazer. Mergulhar em si mesma pode ser perigoso, mas há certo charme em pertencer aos juramentos da Noite, não?
 - Resenha - 

 ATENÇÃO: SPOILERS DE "Do Éden à Luxúria"


Do Silêncio à Condenação é o segundo livro da trilogia O Círculo dos imortais, da escritora nacional Ananda Veloso. Mais um da nossa amada literatura brasileira estará em minha estante, já que esta é uma das primeiras impressões do livro que será lançado no dia 04/09 na Bienal do Livro de SP. Se não leu o primeiro, preste atenção aos spoilers que aparecerão sim nessa resenha.

“Você alimenta a fantasiosa e equivocada noção de que, ao aceitar a inegável conexão que temos, estará mergulhando nas trevas, numa viagem apenas de ida.”

Após a reviravolta no primeiro livro, Melissa se encontra completamente mudada. Nem humana, nem imortal, Melissa tem que se acostumar à revelação de ser um cordeiro e organizar sua vida ao redor disso, se equilibrando na linha tênue entre o mundo sobrenatural e o real. Ir a escola, treinar com seu amigo imortal Liam e ser protegida em tempo integral por seu ex-namorado William, ops, seu mercenário favorito Lester.

“Lester era, sem dúvidas, a personificação de todos os vícios e pecados humanos, e uma pequena dose dele seria tão letal quanto ingerir arsênico acidentalmente. E, tal qual o veneno, se envolver com ele e sair ilesa eram duas coisas que não interagiam em uma única sentença.”

O Crescimento dos personagens é evidente. Melissa, que de revoltada, raivosa, antissocial e repleta de mágoas passa a Diferente, sociável, com mágoas mas com muito mais amor dentro de si, uma pena que não são apenas coisas boas, já que o último ano arrasou bastante o coração da difícil Melissa. Após tantos acontecimentos terríveis no primeiro livro, ela vive bastante preocupada com seu, agora enorme, círculo de amigos e também com aqueles de quem não gosta, afinal, ELA é o problema, é o grande imã de encrenca, e assim deve proteger a todos e evitar que males aconteçam “por sua causa”. Um grande peso, uma grande responsabilidade que a leva  a constantes noites insones e mais afinco em seu treinamento. Sim, uma grande evolução, e me apaixonei ainda mais por Melissa neste livro.

“Quem diria que Melissa Saccer, a garota antissocial, sentiria falta de coisas tão triviais? O mundo é mesmo a droga de um lugar cheio de surpresas.”

Lester – ex-William – também mudou bastante. Enquanto no primeiro livro passei por um rodízio de sentimentos por ele, neste, a pura paixão sobreviveu. Ainda o mesmo descolado, sedutor, não tão misterioso, e frio, Lester transformou-se devido ao amor. Sim, isso mesmo. Mas ele não mudou seu jeito, sua personalidade e suas ações para provar seu amor à Melissa. O que ele utiliza para provar seu amor, é simplesmente este mesmo amor. Maravilhoso não é? Mais um ponto Ananda que retirou aqueles clichês terríveis de mudanças e etc. Voltando... Lester continua o mesmo de sempre, e a única coisa que o distingue é o sentimento que agora tem por Melissa e como iria ao inferno, enfrentaria uma missão suicida apenas para protegê-la, e esta única mudança é o que faz com que o vejamos completamente diferente, “uma outra pessoa”.

“— Que se dane a promessa que fiz a Mikael — ele disse, exaltado. — Que se dane tudo! O Pacto, os outros Clãs, Viktor, a ira de cada maldito Imortal. Tudo que importa é... — sua voz se suavizou. — Apenas você. Jamais permitirei que a machuquem.”

Enquanto somos ainda mais cativados por Melissa e Lester, a apresentação de novos personagens não deixa a desejar. Kale, o jovem lutador novo na cidade que fez uma entrada um tanto quanto misteriosa e intrigante. Doce, gentil, um cavaleiro e fascinado por Melissa, ainda levo em conta seu surgimento e mantenho o pé atrás com ele.
Lisbeth, ruiva fatal, encantadora mas com um sorriso ardiloso, está acompanhando Daryl que tem  uma relação complicada com Melissa agora. Lisbeth desperta meu desprezo e meu ódio de primeira por suas atitudes e falas; a garota veneno também desperta o mesmo em nossa complicada protagonista, despertando diversas reações aleatórias como o estourar de uma lâmpada. A tigresa entende que pode ser ciúmes por não ter se decidido entre Lester, seu perigoso mercenário, e Daryl, seu melhor amigo.

“— Mas você precisa se decidir, Melissa. A vida é cheia de decisões complicadas. Bem, chegou a hora de você escolher entre o cafajeste que te enfeitiçou e o cara mais gentil do universo.”

Embora a participação de personagens secundários que eu amo, como Megan – melhor amiga de Melissa – tenha diminuído bastante, o drama e mistério em que Melissa está compensam perfeitamente. Novos acontecimentos arrasadores surgem a cada capítulo, perguntas surgem a cada página e não. Não temos nenhuma resposta. A interrogação em nossas cabeças fica maior e maior – capaz de ser vista do espaço – assim como nossa admiração, fascinação e paixão. É impossível desgrudar os olhos e a mente deste livro maravilhoso e eu espero que venham outros rapidamente, não só dessa trilogia como de outras que tenho certeza, serão escritos com a mesma paixão por essa autora.
Enquanto esperamos ansiosamente o lançamento no dia 04/09, também podemos garantir nossa cópia no site da Arwen editora, onde está em pré-venda – e os 60 primeiros ganham brindes. Espero ter te deixado ainda mais ansioso por este livro do que eu estava e ainda estou. Até a próxima.

“O Devil’s Throat fora minha iniciação, onde o véu entre o meu mundo e o sobrenatural fora rasgado com voracidade.”
 

1 comentários:

  1. Você é uma deusa, Ariane! Adoro suas resenhas <3 <3

    Obrigada por mais um texto maravilhoso!

    ResponderExcluir