Critica | A Última Ressaca do Ano

Titulo: A Última Ressaca do Ano
Direção: Will SpeckJosh Gordon
Elenco: Jennifer AnistonJason BatemanOlivia Munn e mais
Gênero: Comédia
Classificação: 


Sinopse: Com a morte recente do pai, os irmãos Clay (T.J. Miller) e Carol Vanston (Jennifer Aniston) disputam o controle da empresa de tecnologia por ele criada. Presidente da companhia, ele é ameaçado por ela, CEO, que planeja inclusive demitir todos os funcionários. Visando impressionar um novo cliente que pode representar sua garantia no poder, Clay pede que seu braço direito, Josh (Jason Bateman), organize uma espetacular festa de Natal.


Resenha

Então que chega o natal e junto com ele os  longas do gênero natalino e esse ano não seria diferente.

A Última ressaca do ano se trata de uma comedia natalina completamente sem noção, Clay e Carol são dois irmão que literalmente não se simpatizam e entram em pé de guerra por uma das filiais do seu falecido pai, uma empresa de tecnologia.

 Carol faz o papel da CEO insuportável, temida e mal humorada disposta a fechar a filial, cortar gastos e demitir os funcionários já seu irmão Clay o presidente só quer manter o bem estar e harmonia de todos dentro da empresa, daí uma ótima ideia surge, porque não uma confraternização de natal... Animaaaaaada!   

O longa se desenvolve mesmo em torno dessa festinha salvadora, onde Carol a irmãzinha má não vê mais solução para a filial e Clay junto com seu funcionário braço direito tenta a todo custo recuperar a empresa.

A historia do longa é simples  o típico besteirol americano não recomendado pra crianças, com uma festa regada a sexo e álcool e muitas loucura, traz bons atores com cenas hilárias entre eles acho que obedece a proposta de apresentar momentos divertidos  ao filme, o riso é garantido.

Assim, a trilha sonora é eclética e tempera bem as situações inusitadas. 

E não levante da poltrona antes dos créditos finais, tem bônuszinho  sabe. 

  A última ressaca do ano é daqueles filmes que você fica pensando "aonde isso vai dar". 

0 comentários:

Deixe seu comentário