Mangá/Anime: Lovely Complex

Título: Lovely Complex.
Autor: Aya Nakahara.
Editora: Panini.
Número de Volumes: 17 (Uma temporada de anime)
Classificação:   
Sinopse: 
Uma comédia romântica que conta a estória de dois estudantes do ensino médio que estão desesperadamente a procura de um amor. Koizumi uma jovem carismática, bonita e bem-humorada, Otani um atleta descolado, gentil e atraente. Mas ambos possuem um pequeno impedimento ao procurarem a pessoa certa, Koizumi é mais alta que a média, enquanto Otani é baixo demais. Por fazerem parte do mesmo grupo de amigos, andarem sempre juntos, discutindo e criando muitas confusões hilárias, são inevitavelmente comparados com a dupla de comediantes All hanshin-kiojin (muito popular no Japão). Assim inicia-se um disputa entre eles para ver quem consegue arranjar primeiro um namorado(a), e se livrar do título nada lisonjeiro que agora os persegue.

~Resenha~


No Japão é incomum mulheres com mais de um e setenta de altura. Se ela for uma modelo tudo bem, mas não é o caso de Koizumi, que apesar de ser bonita não tem a personalidade certa para ser uma uma referência de beleza e elegância. Ela é muito mais o tipo nerd, fã de mangás e videogames, que passa longe dos esportes se não for uma aula  obrigatória, e tenta sobreviver as assombrosas matérias do ensino médio.

Do outro lado da equação temos Otani, um jogador de basquete abaixo da média de altura masculina, que compensa a falta de alguns centímetros com carisma e uma personalidade otimista, exceto quando se trata da própria altura. 

Quando ambos veem seus mais recentes interesses amorosos se tonando um casal, que acabam se juntando ao grupo de amigos deles, eles decidem seguir em frente e procurar novos alvos para seus corações. E desde que, além da amizade entre os dois, também existe um rixa por causa do apelido - All hanshin-kiojin - que eles ganharam na escola, decidem apostar jogos de videogames ou um tênis de basquete para quem conseguir começar a namorar primeiro.

Entre encontros arranjados, tentativas de mudanças no visual (frustradas), e tentar não estrangular um ao outro, Koizumi e Otani acabam passando mais tempo juntos, o que desperta em Risa (Koizumi) um interesse nada platônico. Depois de lutar contra os novos sentimentos e finalmente aceitar a derrota, faz o possível para esconder que está apaixonada pelo Atsushi (Otani). Mas sua boa e agressiva amiga Nobuko Ishihara convence Risa de que ela deve se declarar e tentar ser a namorada de Otani, e que no mínimo se não desse certo, ela deixaria de ser parte da dupla de comediantes. 
Depois de adiar o máximo que pôde, e reunir toda a coragem que nunca teve antes na vida, Risa se declara e é mal interpretada. E não muito tempo depois faz uma segunda declaração movida pela frustração e mágoa por perceber que Otani nem mesmo cogita no mais remoto espaço negro de sua mente, que Risa possa gostar dele mais do que como amigo. 

Otani pede um tempo para pensar sobre a resposta e quando decide não é favorável para Koizumi, que enfrenta a difícil decisão de escolher entre desistir do sua amizade e seu amor por ele, manter a amizade e fingir que sua declaração nunca existiu ou manter a amizade e deixar bem claro que ainda gosta dele, e esperar que um dia ele também se apaixone por ela.

Lovely Complex é um mangá (e anime) shoujo ideal para quem que começar a vida de otaku pelo lado romântico. É engraçado e cativante, não tem como não se apaixonar por todos os casais, e personagens coadjuvantes, que ajudam a enriquecer a estória com suas personalidades marcantes e distintas entre si, para não deixar os espectadores entediados.

                                     Por : Evellin Monteiro

0 comentários:

Deixe seu comentário