Resenha: Gentil Como A Gente I Fernanda Gentil

Título: Gentil Como A Gente
Autor: Fernanda Gentil
Editora: Intrínseca
Classificação: 
Sinopse Fernanda Gentil é repórter esportiva e uma das apresentadoras mais queridas da tevê. Conquistou milhares de fãs na cobertura da Copa do Mundo de 2014, da qual foi eleita musa. No vídeo, é uma profissional competente e divertida. De perto, é igualmente engraçada. Nas páginas de Gentil como a gente, transforma suas experiências pessoais num relato adorável.

A protagonista é a Mocinha. Não é que a Mocinha seja neurótica — ela apenas pensa em todas as possibilidades. O par romântico: o Momô. Não é que o Momô seja avoado — ele só é do tipo que vai jogar tênis e esquece a raquete. Tem também a Nala, que a Mocinha não gosta que chamem de cachorra. Tem o Lucas, o afilhado que é como um filho. E os 300, a gangue de amigos, quer dizer, o grupo de amigos. Essa turma, que no rolar dos capítulos vai ganhar mais um integrante, se esbarra em um apertamento, onde a sala é um pouco da cozinha e um tico da varanda.
Com leveza e humor, Fernanda Gentil conta uma história de amores vivida por uma família singular e ao mesmo tempo igual a todas as outras. Fernanda briga e, com a frequência de eclipses lunares, pede desculpas. Quando quer, sabe ser fofa. E mostra ser craque em entender as diferenças entre masculino e feminino. Ela mata no peito, sai de impedimento, bota para escanteio e bate um bolão. Porque o que Fernanda mais quer é fazer e ser feliz. Sem firulas. Gentil. Como a gente.



                                                                Resenha


É fácil contar a história da gente. O difícil é saber despertar o interesse do outro e encarar a vida com bom humor. Bom humor, aliás, é o que não falta à jornalista Fernanda Gentil. Seu livro foi lançado ano passado, pouco antes dela assumir o namoro com Priscila Montandon, e agradou bastante os seus fãs.


Não sei ao certo como conheci Fernanda “de verdade”; mas lembro que foi no Instagram, no fim de 2014. Sabia que ela era apresentadora, bonita e engraçada, mas não sabia de “sua vida”. Comecei a segui-la, fui atrás de suas postagens antigas e virei fã incondicional. Quando soube que lançaria um livro, já tinha a certeza de que leria.

Quando terminei o livro, fui pesquisar para saber o que as pessoas acharam e descobri, sem querer, que Mocinha e Momô tinham um blog. Quem tiver curiosidade, deixei o link no final do texto.
Fernanda, a “Mocinha” do livro, começa contando sobre a animação para sua festa de 15 anos; em seguida, como conheceu Matheus Braga. Ela conta sobre o início de namoro, deles, como os pais se comportavam, casamento, trabalho, o afilhado… enfim; uma parte de sua vida considerada tão importante, ao ponto de merecer ser compartilhada com seus fãs.
A edição do livro, preciso dizer, é fantástica, sem ser muito grande, o que facilita o transporte para qualquer lugar. Não que você vá levar a muitos, já que a leitura dele é fácil, rápida e extremamente prazerosa. Fernanda Gentil mostrou saber conduzir seu “passeio” pela literatura, assim como faz com seus programas: com competência, humor e carisma.
Mocinha e Momô formam um casal pelo qual a gente torce, se identifica e se apaixona. Poderia, facilmente, ser eu ou alguma amiga minha. Talvez daí venha o título: “Gentil como a gente”. Porque ela é como “a gente”. Suas inseguranças, medos, paixões, família… E é tão gostoso quando nos identificamos…! Confesso que fiquei com a sensação de quero mais, quando terminei de ler.
Isso tudo sem contar as imagens… Sim! O livro é todo cheio de imagens divertidas, combinando com as situações descritas. Como dizem por aí: “chorei de rir”. Para completar a farra de imagens engraças, em algumas páginas tem um código QR, para ser lido. Eu não tinha o leitor no celular, certamente não baixaria, mas a curiosidade, de ver/ouvir o que aquilo traria, foi maior e baixei. Dei mais risada ainda. Essa parte, inclusive, depois que descobri o blog, vi que era igual. Então, se você der uma olhada no site, vai ter uma ideia de como é o formato do livro.
Para quem precisa começar o ano com uma leitura leve, eu não teria outra recomendação. “Gentil Como A Gente” encerrou o meu ano com pura diversão. Com certeza é um livro que deixarei sempre por perto, para indicar e, vez ou outra, abrir em uma página qualquer, a fim de dar risada.
Espero que Fernanda volte a escrever livros, porque tenho certeza de que será mais um prazer literário. Tomara também que 2017 seja mais um ano generoso com a jornalista, que ela possa se destacar, para ter mais inspiração (sim, tudo na base do interesse).
Para quem quiser acompanhar Fernanda Gentil, nas redes sociais, e se divertir com ela:
Twitter

 Blog  (a última atualização faz tempo, mas vale a pena dar uma conferida)
É bom divulgar, também, o trabalho que Fernanda Gentil tem para ajudar crianças: http://mundocaslu.com.br/
Fernanda Gentil merece atenção, não por quem escolheu amar, mas, por ser uma mulher inteligente, corajosa, determinada, boa e humana. Certamente, uma pessoa incrível para se conhecer.

0 comentários:

Deixe seu comentário