Resenha: Nimona | Noelle Stevenson

Título: Nimona
Autor:  Noelle Stevenson
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 272
Classificação: 
Sinopse: Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Menos ainda uma deliberada missão.
Até conhecer Nimona, Ballister fazia planos que jamais davam certo. Felizmente, a garota tem muitas sugestões para reverter esse quadro. Infelizmente, a maioria envolve explosões, sangue e mortes. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis, mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo.
Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão – entre uma batalha e outra, é claro.



                                                – Resenha –


Nimona é uma Graphic Novel maravilhosa. Você começa a ler e não sossega até acabar. Eu mesma li em menos de 2 horas. (okay, não sou um bom parâmetro pra isso, mas realmente é difícil largá-la no meio)

Do que se trata? Bem, quando a gente lê a sinopse, as palavras que mais se destacam são: metamorfa, ciência, magia, vilão, Idade Média. E aí eu nem sei muito como falar, junta tudo isso numa história bem divertida: Nimona é uma metamorfa que se candidata a ajudante de vilão… Ela adora bolar planos e torná-los violentos e sangrentos. Ah, e o vilão é mais Robin Hood que vilão mesmo!

Aí, falando assim parece que nem é tão legal, por isso é difícil falar da história: é muito mais legal do que parece quando a gente lê a descrição/sinopse.

Os personagens são cativantes e divertidos, você lê se vendo ali no universo e querendo ser amigo de todos eles. Preciso também destacar o traço de Noelle: é lindo e simples, ajudando e muito na diversão da história.

Se tivesse “uma Nimona” na minha época de adolescência, certeza que eu teria lido muito mais graphic novels. Comecei nesse mundo há pouco tempo, e Nimona entrou nos meus preferidos!


0 comentários:

Deixe seu comentário