Crítica| A Cura ( The Cure For Wellness)

Título: A Cura - The Cure For Wellness
Direção: Gore Verbinski
Roteiro: Justin Haythe
Elenco: Dane DeHaan, Mia Goth, Jason Isaacs

Sinopse:
Um jovem e ambicioso executivo é enviado para buscar o CEO de sua empresa em um "centro de bem-estar" idílico, mas misterioso, em um local remoto nos Alpes suíços. Ele logo suspeita que os tratamentos milagrosos do spa não são o que parecem. Quando ele começa a desvendar os segredos aterrorizantes do lugar, sua sanidade é testada e ele é diagnosticado com a mesma curiosa doença que mantém todos os convidados ali à espera da cura.


Crítica

Quando vi o trailler de A Cura, ano passado, pensei que seria um filme meio parecido com A Ilha do medo. Como estava enganada.

Lockhart, jovem ambicioso, recebe a missão de trazer de um spa, o diretor financeiro do grupo, para qual ele trabalhava. A clinica é bastante encantadora a principio, porem de beleza não se mantem um lugar desses nos Alpes Suíços.

A cura, tinha tudo para ser um suspense de deixar nosso estomago embrulhado, mas sinto em dizer que não é. O filme decorre lento (até demais) e até a metade do filme o espectador resolve toda a charada. 

Os elementos do filme nos deixa pensando, é agora que o filme vai andar, e mais uma vez nos engamos. 

Verbinski, coloca em seu filme coisas que mais tememos, cobras, dentista e sanatório tudo junto. Isso até que foi legal em alguns aspectos do filme, mas nem isso consegue salvar o fiasco que foi o filme. 

A falta de uma trilha sonora, da mais um pouco de apreensão. A unica coisa que o diretor conseguiu salvar no filme foi a fotografia, que diga-se de passagem foi o ponto alto filme. 

O roteiro do filme tinha tudo para ser bom, de inicio foi criativo, mas se perde na metade da trama. Nunca em minha vida quis tanto que uma seção de cinema acabasse logo. 

                                              Por : Juliana Santos

0 comentários:

Deixe seu comentário