Crítica | Monster Trucks

Título: Monster Trucks
Gênero: Animação, Ação, Aventura
Diretor: Chris Wedge
Roteiro: Derek Connolly, Matthew Robinson
Elenco: Lucas Till, Jane Levy, Thomas Lennon e mais.
Distribuidora: Paramount Pictures
Data de Lançamento: 23 de fevereiro de 2017
Duração: 1h 45min.
Classificação: 12 anos
Nota do Crítico: Nenhum texto alternativo automático disponível. (2/5)

Sinopse:  O filme acompanha Tripp (Lucas Till), que procurando um jeito de sair de sua cidade e se dar bem fazendo o que gosta, constrói um Monster Truck, uma caminhonete gigante feita com peças de carros sucateados. Certa noite, depois de um acidente provocado por uma empresa que perfura o solo em busca de petróleo, uma estranha criatura busca no caminhão um esconderijo e encontra surpreendentemente, no rapaz, um amigo.



Crítica

Muito gasto para um filme que não condiz com seu valor.


Monster Truck é um filve live-action 3D com a integração de animação computadorizada, é uma mistura (tentativa) de ação e comédia produzido pela Paramount Animation, Nickelodeon Movie e Disruption Entertainment.

A princípio, o lançamento do filme estava previsto para 29 de maio de 2015, foi adiada para 25 de dezembro do mesmo ano, depois para o mês de março de 2016, até finalmente chegar em janeiro de 2017.

Ao se deparar com a sinopse do filme que fala de um rapaz que conhece um monstro que vive em seu carro (Monster Truck), e que com o tempo viram amigos, ao memos tempo te remete a um suposto filme trash, ou que até seria um filme produzido por trás das mentes audaciosas de Sharknado da produtora The Asylum.

O filme nos mostra uma fábula ecológica sem esses ditatismos maçantes, possui uma boa energia, é cheio de piadas que não funcionam, mas que podem lhe fazer rir ao ponto de tão rídiculas que são e é chieo de efeitos especiais insanos, principalmente na hora das cenas de ação, que para mim é o que salva um pouco o filme.

O roteiro do filme não possui muita coerência, é simplesmente uma confusão genérica e sua história deve ser vista sem grandes expectativas, apenas por diversão, pois ao meu ver é um filme voltado para crianças com uma tentativa fracassada de ser um algo a mais para os adultos.

O diretor Wedge consegue enriquecer o filme com belas cenas de ação, encontrando uma forma de torna-lo divertido e de entregar a premissa do que o filme devéras ser. Toda equipe composta por Wedge merece reconhecimento e créditos pela coragem de trabalharem em algo que a príncípio beira ao ridículo.

Com um valor considerável de 125 milhões de dólares, Monster Trucks parece ser uma mistura de Velozes & Furiosos – só que para crianças, e de Transformers – só que sem robôs, subistituídos por criaturas carismáticas e de excelente computação gráfica. Poderia ser um filme muito melhor no geral se levarmos em conta o valor gasto no filme que se resume a uma bagunça tosca enriquecida de piadas... Piadas ruins.


                                                                             Por: Matheus Santana

0 comentários:

Deixe seu comentário