Série Maníacos | Silicon Valley



FICHA TÉCNICA
Título: Silicon Valley;
Canal: HBO;
Status: 4ª temporada (em andamento);
País: EUA;
Criadores: Mike Judge, John Altschuler, Dave Krinsky;
Gênero: Comédia;
Elenco: Thomas Middleditch, Josh Brener, Matt Ross, Amanda Crew, T. J. Miller;
Produção: Jim Kleverweis

SINOPSE

Silicon Valley é um sitcom de humor, que gira em torno de Richard Hendricks, um programador que sonha em ter sua própria empresa. Seus amigos desenvolvedores Big Head (Josh Brener), Gilfoyle (Martin Starr) e Dinesh (Kumail Nanjiani) fazem parte da startup e das reviravoltas que acontecem na história. A série se passa no Vale do Silício, na Califórnia, local onde diversas empresas tecnológicas possuem sede, como a Microsoft, Twitter e Google.



                                                                     RESENHA

No mundo tech, criar algo novo, ter investimentos, sucesso e ser dono(a) de uma grande empresa é um sonho de muitos desenvolvedores. Filmes como Piratas do Silício (1999) e A Rede Social (2010), são exemplos de adaptações que espelham casos reais dessas conquistas, muitas vezes de forma dramática. Mas, em 2014 Silicon Valley estreiou na HBO para mostrar uma sátira do caminho para alcançar esse sonho.

Richard Hendricks é a caricatura do “geek” que desenvolve algo revolucionário, assim como Mark Zuckerberg com o Facebook. Hendricks cria um site chamado Pied Piper que possibilita a qualquer usuário, procurar músicas e baixá-las instantaneamente sem perda na qualidade do áudio. Seria o “Google da música”, como ele mesmo nomeia. Isso deve-se graças ao seu algoritmo (conjunto das regras e procedimentos lógicos) de compressão de arquivos, que pode tornar vídeos, documentos e imagens em um tamanho quase zero. Isso na vida real, seria o mesmo que ir baixar um filme instantaneamente, sem esperar nada. Não seria incrível? A ideia fictícia, poderia solucionar diversos problemas e custos de servidores, espaço em memória, etc.

Se tornando do dia pra noite desejado por todas as empresas do Vale do Silício, Richard recebe diversas ofertas para fundar sua própria startup. Mas, o que decide o futuro da série é a sua escolha: vender o algoritmo por 10 milhões de dólares, para o egocêntrico e competitivo Gavin Belson dono da Hooli (sátira da Apple e Google) ou aceitar 200 mil dólares de Peter Gregory para fundar a Pied Piper, que pode avaliar um dia no mercado BILHÕES de dólares?

Morando na casa e “incubadora” de Erlich Bachman, um excêntrico que disponibiliza o local para  pequenas ideias saírem do papel, também estão Gilfoyle e Dinesh, desenvolvedores tão inteligentes quanto Richard. Além de Big Head, um garoto um pouco deslocado e sem muitas ambições. Todos os “programmers” são introvertidos e complementam a história de modo genial, com tiradas de sarcasmo, referências ao mundo tech e a Cultura Pop.

Com uma linguagem real utilizada entre os programadores e empreendedores, Silicon Valley trata com humor, todo o processo para a criação de uma empresa de tecnologia em um mundo competitivo dos negócios, com um toque de ficção. Acompanhamos durante cada temporada os sucessos e derrotas de Richard em sua jornada do herói. A persistência dos personagens e a mensagem de “nunca desistir dos seus sonhos” provoca uma mistura de sentimentos.
 A história desperta vergonha alheia devido às situações em que ele se encontra, frustração e pena quando algo acaba dando errado e alegria quando o personagem comemora suas conquistas. 

Silicon Valley já está em sua 4ª temporada e sendo exibida aos domingos pelo canal de assinatura HBO. Confira a seguir o trailer da primeira temporada!



                                                       Por : Julia Brazolim

0 comentários:

Deixe seu comentário