Resenha: Kung Fu Ganja | Davi Calil


Título: Kung Fu Ganja
Arte: Davi Calil
Roteiro: Davi Calil
Formato: Webcomic
Onde ler/Publicação: Tapas
Capítulos: 3 (em andamento)
Gênero: Aventura/Humor
Classificação:
Sinopse

“Tai, Chi e Juan precisam encontrar Kung Fu Ganja e dominar o poder das ervas mágicas para salvar a China da invasão de demônios gigantes de outra dimensão.”
                                                    
                                                Resenha

Bem-humorada, a web comic Kung Fu Ganja de Davi Calil é inovadora. Com um jeito descompromissado, a história é divertida e lembra nas falas o tipo de humor de filmes como Trovão Tropical e Pineapple Express. O primeiro capítulo é dividido em dois episódios. No episódio 1, conhecemos os Senhores Feudais da Dinastia Song que querem o domínio do território chinês: Qian, O Playboy; Lao Ying, Mãos de Garra; Princesa Bai; General Al Quin Ming, O Sádico; e Han, O Velho. Os Senhores Feudais disputam a China com o Império Mongol e para terem vantagem, utilizam pedaços da perna de um poderoso garoto para obterem força.

Nos episódios 1 e 2, somos apresentados à vida de Tai, uma garota de apenas 8 anos que mora na fazenda de ervas medicinais de seus pais, em território protegido pelos mongóis. Seu pai é o Mestre Kim, o Macaco Herbalista e sua mãe Lee Pei, Sacerdotisa da Lua. Tai ama lutas e se preparou muito para o dia da sua iniciação, dia este que foi abalado pelo ataque de um gigante comandado por um Senhor Feudal da Dinastia Song em sua fazenda.

Enquanto seu pai luta contra o gigante para proteger a plantação, Tai e sua mãe se teleportam para fazer a iniciação. Com características únicas e muito bem utilizadas, o enredo desenrola-se com diálogos de sutis referências e semelhanças ao mundo real com muito bom humor. Depois de mostrar o fim da iniciação de Tai, temos um pulo de dez anos desde os primeiros eventos e conhecemos um garoto que não possui uma perna e têm como objetivo mudar uma floresta de lugar.

Traços de um dos personagens de Kung Fu Ganja. 
 Eu particularmente amo os traços do Davi Calil. Não sou especialista em desenhos, mas os riscos que ele usa para dar sombreamento somado às cores que utiliza nos quadros deixam a história com um visual incrível e especial.
Sabendo explorar no timing perfeito o uso de palavrões nos diálogos dos personagens e tornando cenas de ação nada confusas e bem divertidas, Calil inova na mistura do nonsense com aventura.

Em Misteriosa Virtude, o segundo capítulo com dois episódios, descobrimos um pouco mais sobre o garoto determinado apresentado anteriormente. Ele se chama Juan Xin Cai, tem 12 anos, apenas uma perna, um cavalo chamado azulão e realmente quer “mudar” a floresta de lugar para salvá-la. Sua preocupação é que devido a Dinastia Song, o vale começou a encher d’água e a floresta irá se perder. Ainda no segundo capítulo, conhecemos o templo Shao Lin do norte que possui monges muito engraçados!

Imagem da web comic por Davi Calil em seu Twitter
Já em Nada fica sem Governo, o terceiro capítulo, os Monges ficam preocupados com as manifestações de poder do garoto Juan Xin Cai. O Abade decide proteger Juan e seu templo do Lord Qian, um dos cinco comandantes dos gigantes da Dinastia Song (como o do primeiro capítulo, que atacou a fazenda do pai de Tai).  Com três episódios, Nada fica sem Governo detalha a luta entre os monges do templo Shao Lin contra os soldados do playboy Qian. A batalha é bem divertida, principalmente pelas expressões de desespero dos soldados da Dinastia Song e por explorar os poderes e estilos de luta dos monges, como o do Abade e de Beiço que são muito bem desenhadas e hilárias.

A história é publicada na plataforma para webcomics Tapas e está disponível em inglês e português. Espero que Kung Fu Ganja ganhe uma versão física em breve. O quarto capítulo ainda não foi publicado e agora é só aguardar os próximos eventos dessa incrível história desenhada e roteirizada por Calil. Acompanhe mais o trabalho do artista em seu Twitter: @calildavi
 

1 comentários:

  1. nossa! que honra ver uma resenha tão completa do Kung Fu Ganja! Valeu Julia, vc tá entendendo direitinho, rsrs, acredite q saber disse me empolga mto pra continuar a produção!! Brigadão (:

    ResponderExcluir