Resenha: Terapia | Mario Cau



Título: Terapia
Arte: Mario Cau
Roteiro: Rob Gordon, Mario Cau e Marina Kurcis
Editora: Novo Século
Ano: 2013
Páginas: 128
Onde comprar: ComicHouse | Saraiva | Amazon
Classificação:  Nenhum texto alternativo automático disponível.
Sinopse :
O quadrinho conta a história de um garoto normal aos olhos da sociedade. Estuda, trabalha, namora… Mas, não consegue se sentir feliz. Se sente deslocado e frequenta sessões de Terapia, onde desabafa e expõe suas inseguranças. Para “fugir” do seu cotidiano e de seus sentimentos, ele encontra o conforto nas letras de canções de blues.


                                                                 Resenha

Terapia explora a mente de um personagem (sem nome) e as sessões com seu terapeuta. A HQ faz você se identificar e/ou ter compaixão. Quem nunca se pegou perguntando sobre sua existência ou objetivo de vida? Pois é, a história é rica em situações do questionamento de existencialismo e sobre o porque somos o que somos. Logo de início, acompanhamos sua sessão de terapia, seu desconforto com a vida e a pressão que sente com seu cotidiano.

Seu refúgio é o blues. Ele não simplesmente gosta do gênero musical, ele vive o gênero. Como se fosse um novo mundo, que traz alívio e o incentiva a continuar vivendo. Ele pode ser ele mesmo, sem fingimento, sem vazio, sem insignificância. O torna parte de algo importante. Com citações e referências a gigantes como B.B King, John Lee Hooker e Eric Clapton, os desenhos e a coloração é de encher os olhos. É mais que a descrição de um personagem com problemas, é a apresentação de outro mundo vivido por ele. 

                      "Blues... Eu ouço blues o tempo inteiro." - Terapia, pág.8

Digo que Terapia pode ser vista de três maneiras. A primeira, para amantes do rock e do blues, ela é recheada de música que é o background perfeito para a história. A segunda, para leitores curiosos, que gostam de uma boa leitura no fim da tarde. A terceira, para as pessoas que estão passando por problemas pessoais e que talvez achem que não há solução.


Quando descobri a existência da webcomic Terapia, em 2015, eu estava passando por momentos complicados e a história caiu como uma luva. Era quase uma mensagem do tipo: “Nós entendemos o que você está sentindo”. O vazio do garoto fala alto e há destaque de como os outros personagens lidam com seus problemas. O garoto é o reflexo de como é nossa sociedade. As máscaras sociais quando não estamos felizes consigo mesmo, mas não queremos demonstrar. As vezes, dizemos que estamos bem, quando na verdade não estamos. 

    "Eu não estou bem. Eu REALMENTE não estou bem."  - Terapia, página 1 e 2.

A história foi originalmente lançada como webcomic em 2013 pelo portal de webcomics Petisco. Ganhou o troféu HQ Mix na categoria Melhor Web Quadrinho e através de um financiamento coletivo, pelo Catarse, foi publicada em versão física. Sendo publicada uma página por semana no portal, hoje já está em seu segundo volume. É uma excelente oportunidade para conhecer e valorizar quadrinhos brasileiros.

Mario Cau, Rob Gordon e Marina  Kurcis de forma extraordinária retratam a raiva, a angústia, a tristeza ou a alegria do garoto em cada página. O leitor compreende o vazio e a incerteza do personagem. Os resgates ao seu passado, muitas vezes, sem utilizar diálogo e outras vezes com bons textos. Em sua bela versão física, Terapia ainda possui uma sessão de Bastidores, onde o leitor pode conferir parte do processo de criação da HQ.

                                      Escrito por: Julia Brazolim

2 comentários:

  1. Acabei de ler o primeiro volume, no site da Petiscos mesmo, cara, amei, os traços, as páginas coloridas... tudo muito bom, muito real.
    Sua resenha ficou maravilhosa!
    Beijinhos <3
    http://livrosamoremais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Joice, tudo bem? Muito obrigada :) Realmente, os traços do Mario Cau são lindos! Vou conhecer seu blog \o/

    ResponderExcluir