Crítica | Jurrassic Wold - Domínio

Título: Jurrassic Wold - Domínio
Estreia: 2 de Junho
Diretor: Colin Trevorrow
Roteiro: Michael Crichton e Colin Trevorrow
Elenco: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard e Jeff Goldblum

Sinopse: Em Jurassic World Domínio, sequência direta do longa de 2018, - Jurassic World: Reino Ameaçado - quatro anos após a destruição da Ilha Nublar, os dinossauros agora vivem - e caçam - ao lado de humanos em todo o mundo. 

Contudo, nem todos répteis consegue viver em harmonia com a espécie humana, trazendo problemas graves. Esse frágil equilíbrio remodelará o futuro e determinará, de uma vez por todas, se os seres humanos continuarão sendo os principais predadores em um planeta que agora compartilham com as criaturas mais temíveis da história em uma nova era. Os ex-funcionários do parque dos dinossauros, Claire (Bryce Dallas Howard) e Owen (Chris Pratt) se envolvem nessa problemática e buscam uma solução, contando com a ajuda dos cientistas experientes em dinossauros, que retornam dos filmes antecessores. Capítulo final da trilogia iniciada por Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros.
                                                Crítica

À convite da Universal Pictures, eu tive a experiência maravilhosa de assisti ao filme "Jurrassic Wold - Domínio " antes da estreia, que está marcada para amanhã, dia 2 de Junho, nos cinemas brasileiros.  

E o que posso dizer para vocês? Estava com altas expectativas para assistir esse filme depois que vi o trailer, e posso dizer que entregou tudo e um pouco mais, na minha humilde opinião. 

Neste filme começamos com os dinossauros e humanos tentando sobreviver juntos,  sem acidentes inesperados ou mortes. Mas o que a mídia mostra é que claramente não é possível. 

Ao mesmo tempo, gafanhotos gigantes estão comprometendo várias plantações, e alterando a produção dos alimentos para o mundo. Será que são gafanhotos modificados? Ou não? Quem será que foi capaz de comprometer mundialmente os alimentos de milhões de pessoas? E com qual objetivo? O que vocês acham?

Uma investigação em uma grande farmacêutica irá começar, e quem estará a frente para descobrir serão nossos amados personagens: a pesquisadora Ellie Sattler(Laura Dern), o paleontólogo Alan Grant (Sam Neill) e o matemático e filósofo Ian Malcolm (Jeff Goldblum). 

Os três personagens entraram na grande farmacêutica para colher DNA dos gafanhotos, e divulgar nas grandes TVs e jornais mundiais, desmascarando o dono e todos os envolvidos. Mas será que irão conseguir?

Em meio a tudo isso, a  Maisie (Isabella Sermon) filha  adotiva de Owen Grady (Chris Pratt) e Caire Dearing, e a filhote de uma velociraptor geneticamente modificada são sequestradas. Quem está por trás desse sequestro e  porque?

O filme foi muito bem criado, desenvolvido e por fim superou as minhas expectativas, que estavam altíssimas. O que mais gostei com toda a certeza foi todos os personagens das tramas anteriores que sobreviveram, claramente e que interagiram magicamente nesse último filme da franquia.

Para quem ama esse mundo como eu, indico fortemente que assista esse filme, porque está PERFEITO! O longa apresenta muita ação, suspense e sustos de arrepiar.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário