Resenha: O bom Sujeito | Dean Koontz


Titulo: O Bom Sujeito
Autor: Dean Koontz
Editora: Record
Número de Páginas: 400
Classificação: 

Sinopse: A vida do pacato Timothy Carrier vira de pernas para o ar quando, numa noite, um dos clientes do bar que ele costuma frequentar o confunde com um assassino profissional e encomenda a morte de Linda Paquette. As coisas se complicam quando o verdadeiro assassino chega, logo depois. Temendo que o assassino descubra que foi enganado, Tim decide procurar a mulher que ele nem sequer conhece para alertá-la de que sua vida corre perigo. Porém, o matador, um cruel psicopata, já está atrás deles.

Resenha

A obra de Dean Koontz começa de uma forma tranquila sem muitos anseios mais que ao longo das páginas vai se desenrolando pra uma história totalmente envolvente, tudo começa com uma confusão onde Timothy Carrier sentado num bar totalmente despretensioso vê sua vida virar de ponta cabeça quando um cliente do bar lhe confundi com um assassino profissional tendo que matar uma mulher.

Como qualquer pessoa normal Tim iria indicar o equivoco e resolver a confusão, porém Tim resolve levar a historia adiante e acaba com a foto da vítima.

 Linda Paquette que ele decide ajudar mesmo sem saber o motivo dela está sendo caçada, o autor se aproveita desse detalhe pra instigar a curiosidade dos leitores página pós página despindo as memórias dos personagens através de flash e lembranças , o que faz a leitura ficar bem clara e de bom entendimento.

Temos também um personagem bem curioso o Krait um sutil assassino de aluguel, que permanece incansavelmente pela sua busca a Tim e Linda durante todo o livro com pequenas pausas para fazer reflexões metafóricas, nesse momento podemos tomar conhecimento de sua mente complexa e psicopata, deixando evidente o desprezo alheio e de suas concepções e conceitos tortos.

Surge também na trama um personagem bastante divertido denominado, Peter Santo um velho conhecido de Tim que lhe ajudará em vários momentos da história a decifrar ou entender certos enredos e mistérios a respeito de toda essa caçada desenfreada a Linda Paquette.
É um livro que eu recomendo com muita ação, suspense o autor nunca deixa a história cair na monotonia, demostra riqueza de detalhes, ele passeia no passado e presente dos personagens apresentando as memórias e experiências vividas de cada personagem não deixando o leitor desnorteado de forma que o deixa com vontade de ir para o próximo capítulo.
  Boa leitura! 

1 comentários:

  1. Nossa, parece ser o tipo de livro que eu ia amar! Já quero muito ler. Anotei aqui pra comprar em breve <3
    Sua resenha ficou excelente!
    Beijinhos!
    Livros, Amor e Mais

    ResponderExcluir