Resenha: Obsidiana | J. Lynn


Título: Obsidiana
Autora : J. Lynn
Editora : Valentina
Número de páginas:320
Classificação : 
Sinopse : Começar de novo é um saco.
Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices…Até dar de cara com o meu vizinho lindo, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes. Hummm…os prognósticos estavam melhorando.

Até que…ele abriu a boca.

Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece.
O alien gato (meu vizinho) tem poderes!!!
Você me ouviu bem. ALIEN! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como árvore de natal e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Daemon até a magia alienígena desaparecer.
Quer dizer, isso se eu não matar o cara primeiro.



                                              Resenha





Me rendi à Saga Lux por 3 motivos: li algumas resenhas super positivas no instagram e blogs literários; segundo motivo foi a sinopse, muito encantadora e promete boas risadas; e, por último, a capa foi paixão à primeira vista. 


Katy é a nossa protagonista que se muda com a mãe para West Virgínia para recomeçar a vida, o que para Katy é um pouco mais complicado, porque  ela está no último ano do colégio, tem uma personalidade tímida, ela vive presa em seu quarto atualizando o seu blog literário e lendo seus livros - com certeza eu não tenho nada contra esse hábito!

“Parei perto de uma das mesas vazias e dei um suspiro de felicidade. Sempre fui capaz de me deixar levar pela leitura. Os livros são uma válvula de escape necessária, à qual sempre recorria sem pensar duas vezes.” 

Já a mãe de Katy insiste que ela conheça novos amigos e por essa opinião ela vai até a casa vizinha, onde sua mãe diz que moram dois adolescentes como ela. 

O primeiro encontro com Daemon já abala as estruturas de Katy, não só pela grosseria e mal humor, como ele a trata, mas por ele ter olhos verdes e um corpo bem definido (uma beleza fora do comum).


“Senti a garganta seca. Rosto bonito, corpo perfeito e péssima atitude. A santíssima trindade do boy magia.” 


Muito diferente do irmão Daemon, Dee é um amor de pessoa. Como vocês já devem imaginar ela e Katy se tornam melhores amigas. Claro que essa aproximação não agrada o nosso querido mal-humorado favorito, pois tem receio que o segredo que envolve sua família venha ser revelado pondo a todos e a Dee em perigo. 



Mas, a amizade das nossas personagens só serve para aproximar os dois. O Daemon se esforça (muito) pra irritar a Katy, mas a atração sentida um pelo outro é notada por todos.


"-Que sujeira, gatinha.
Pisquei. Negue. Negue. Negue.
-O que você disse?
-Sujeira. repetiu ele, a voz tão baixa que Dee não poderia escutar. 
-Você está coberta de terra. Tá suja. O que você achou que fosse?
-Nada. respondi, rezando para que ele se afastasse. Ficar tão perto assim do Daemon não era exatamente confortável.
- Tô cuidando do jardim. É normal se sujar fazendo isso.
Ele sorriu de leve.
- Existem formas bem mais divertidas de...se sujar. Não que eu vá mostrar pra você. "

A falta de empatia, as brigas, todas as provocações e o desejo que eles sentem um pelo outro, rende aos leitores várias gargalhadas durante o livro. Uma cena mais engraçada do que a outra.


Katy não entende de onde vem tanta antipatia vinda de Daemon, até que sofre um acidente e com isso os segredos da origem de Daemon e Dee são revelados a ela. Eles são alienígenas e Katy não deveria ter descoberto, assim como deveria ter se mantido longe dos irmãos, mas ela já está envolvida demais para não precisar da proteção deles, já que existem outros mistérios nem um pouco agradáveis por aí.


A narração fica em primeira pessoa por conta da Katy. Mas, confesso que gostaria de ter a visão de Daemon e a Dee também, para sabermos um pouco mais da vida deles antes da chegada da Katy.


Obsidiana é o primeiro livro da série Lux. O segundo livro Ônix, já foi publicado aqui no Brasil e é uma das próximas leituras, já o terceiro livro ainda não há previsão de lançamento. Mas espero que seja logo !!!



                                              Super recomendo !



Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Adoro essas histórias em que a pessoa muda de cidade, encontra um ser misterioso e descobre algo cabuloso dele. Isso realmente me prende. Gostei muito da resenha, espero ler um dia.
    Abraço :)

    http://livrosamoremais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ili
    Adorei a sua resenha
    Me deixou mega curiosa e quero para ontem

    Parabéns pelo seu blog :3

    ResponderExcluir