Serie Maníacos|O que torna um seriado ruim?


Como vos escrevi em meu ultimo post, maratonei um seriado (você pode ler a crítica clicando aqui: Crítica do Seriado Beyond)e mesmo após vários episódios ele se manteve ruim, muito aquém das minhas expectativas. Por isso venho em mais um post dizer o que acho ruim em um seriado, e saber de vocês o que acham ruim, o que para vocês torna um seriado ruim.



O que me fez ter a vontade de ser crítico foi o fato de que sempre que ia assistir a um filme ou série, com o tempo percebia as incongruências na história. Apareciam partes que me deixavam com um estranhamento: uma cena sem explicação, um relacionamento amoroso forçado, um discurso que não fazia sentido. Com o tempo, após assistir ia correndo no youtube ver uma crítica do mesmo e ficava eufórico ao notar que os críticos (alguns com formação em cinema e bem experientes) comentavam com propriedade sobre o meu estranhamento, sobre a tal cena sem sentido ou sobre o romance forçado, então com o tempo passei a ter a necessidade de também criticar o que assistia. No começo as minhas “vítimas” eram meus amigos, e hoje vocês, leitores do blog.

Bem, e agora vamos ao que importa: o que faz um seriado ser ruim.


Ops, percebi que depois desse tempo todo gosto de você.


O romance forçado.




Acontece quando o protagonista ou outro personagem entra em uma relação amorosa que não faz sentido, não foi algo construído ao longo dos episódios ou os dois (personagens) não tem até mesmo afinidade. O exemplo que tenho disso é o Matt Murdock (para que não sabe o nome civil do demolidor) e Karen Paige na série demolidor da netflix. Na primeira temporada nos é dada a ideia de que karen tem interesse em Matt, e na segunda os dois tentam ter um relacionamento que ao meu ver não foi construído na primeira temporada, foi como se simplesmente Matt tivesse percebido que gostava de karen na segunda temporada.



 Mas como assim, de onde veio esse vilão?

 O Vilão inesperado


Essa situação ocorre quando um vilão é revelado sem nenhuma introdução ao longo da temporada, em nenhum momento nos é dada a noção de que aquele vilão existia ou de que ele é o desafio final. O exemplo que tenho é na série Fallen skies, que conta sobre a invasão da terra por uma raça insetóide que já dominou várias raças ao longo do universo. Na primeira temporada é revelada a existência de uma raça chamada de Lordes que controlam os alienígenas insetóides, até ai tudo bem, era o esperado, então na quinta temporada nós é jogada a informação de que na verdade existia uma rainha que comandava toda a raça invasora. Não, não, não, não, em cinco temporadas ninguém citou algo assim, porque na ultima é que vai aparecer?
 


 
Os irmãos que você respeita.

 A reviravolta maluca na trama


Quem assistiu prison break entende bem desse problema, para ilustrá-lo vou direto ao exemplo: Prison break se apresenta como um seriado onde um irmão quer tirar o outro da prisão, ok, entendido, ao longo do seriado nós é dito que um dos irmãos é um super gênio e que por isso foi capaz de planejar a fuga nos mínimos detalhes, ok, para em algumas temporadas na frente revelarem que  a mãe dos irmãos também era uma super gênia e que a prisão do irmão mais velho foi tramada por uma super organização que detém muito conhecimento, algum deles ainda considerados impossíveis pela humanidade. Não, não, não, não, simplesmente não dá. Se tivesse ficado na trama de um irmão tirar o outro da cadeia, teria sido lindo.



Esses são apenas alguns dos exemplos que tenho do que para mim torna um seriado ruim, e para vocês, o que torna um seriado ruim?


3 comentários:

  1. Legal o post Paulo! Você com bom humor apresentou seu ponto de vista e coisas que realmente tornam uma série um pouco entediantes. Sou suspeita pra falar das que você citou, mesmo porque sou apaixonada por Prison Break (ainda não assisti essa nova temporada) e ainda não assisti essas outras.

    ResponderExcluir
  2. BIXO, DETESTO LUCK CAGE, PELO SIMPLES MOTIVO QUE TODOS OS EPISÓDIOS SÃO BASICAMENTE O MESMO, CADA EPISODIO É COPIA DE SI MESMO. OUTRO SERIADO NESSA LINHA É PUNHO E FERRO, UM BOM MATERIAL A SER TRABALHADO, MAS NA PRATICA UMA PÉSSIMA EXECUÇÃO, VILÕES MAL CONSTRUÍDOS E UMA PROBLEMÁTICA INTERNA (DO PROTAGONISTA) BESTA E PREVISÍVEL...

    ResponderExcluir
  3. Muito bom. Só faltou
    acrescentar o supernatural no último tópico rsrs.

    ResponderExcluir