Resenha: Coração Ferido | Chelsea Cain

Livro: Coração Ferido
Autora: Chelsea Cain
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 327
Classificação★★★★
Sinopse: O detetive Archie Sheridan passou dez anos perseguindo Gretchen Lowell, uma estonteante serial killer, mas foi ela quem o capturou. Dois anos atrás, Gretchen aprisionou-o e torturou-o por dez dias, mas, em vez de matá-lo, ela surpreendentemente o deixou partir, entregando-se à polícia. Agora ela está na cadeia pelo resto da vida enquanto Archie se vê em outro tipo de prisão – viciado em analgésicos, incapaz de voltar à sua antiga vida e sem forças para apagar aqueles dez dias horrendos de sua lembrança. Sua mulher, de quem se afastou, diz que o velho Archie não existe mais, e ele concorda. As visitas a Gretchen são semanais, com a justificativa de que só ele pode fazê-la confessar onde estão os corpos das vítimas. Mas Archie sabe qual o real motivo – ele simplesmente não consegue ficar longe dela. Quando outro criminoso começa a seqüestrar meninas em Portland, Archie tem que se recompor para liderar uma nova força-tarefa que investigará os assassinatos. Uma repórter jovem e determinada, Susan Ward, acompanha o trabalho do grupo, o que desencadeia um jogo mortal entre Archie, Susan, o novo serial killer e até Gretchen. Eles têm um maníaco para capturar, e talvez isso liberte Archie de Gretchen de uma vez por todas.

– Resenha –

Imagine um psicopata. Um serial killer com os melhores poderes de persuasão. Agora some esses itens com uma mulher de beleza arrebatadora e tenha em mãos uma das melhores psicopatas já criada nos últimos tempos. Essa é Gretchen Lowell.
   Gretchen tornou a vida do policial Archie Sheridan um inferno. Depois de mantê-lo sob 10 dias de tortura, Archie não é mais o mesmo. Ao decidir libertá-lo, Gretchen se entrega a polícia e faz um acordo, obrigando-o a visita-la todo domingo, com a promessa de entregar corpos que ela enterrou durante os anos que esteve livre. Dois anos após o evento que literalmente o matou, afastou-o da família e o tornou um dependente químico, Archie volta a força tarefa. Um novo assassino está a solta, uma garota está morta e outra desaparecida. Archie tem que ir atrás do responsável pelos crimes enquanto luta contra as dores do passado e tenta esquecer que as piores cicatrizes são aquelas que não podem ser vistas.
   Durante as buscas, somos apresentados a personagens como a repórter Susan e ao amigo de Archie, Henry, essenciais para a trama. É impossível não devorar as páginas em alguns momentos e a cena final faz você querer saber cada vez mais o destino dos personagens, principalmente a relação doentia entre Archie e Gretchen.

   O livro é bastante descritivo ao decorrer dos capítulos e logo no começo, vários momentos mostram o que aconteceu com Archie durante os 10 dias. As cenas se tornam cada vez mais intensas e pessoas com o estômago fraco podem não suportar ler algumas cenas. A grande surpresa do livro é a própria Gretchen, que rouba toda a atenção do leitor nos momentos que aparece.
   O livro faz parte de uma trilogia (Coração Ferido, Coração Apaixonado e Coração Maligno), todos pela editora Suma de Letras.

– Quote –
“– Ela é uma psicopata.
– Eu sei – disse Archie, dando um passo em direção a ele. – Mas é a minha psicopata.”
Página 313.

1 comentários:

  1. Mas gente, esse quote final foi declaração de um verdadeir jogo de obsessão. Parece interessante a história, como você sabe foge do que gosto de ler, mas representa uma exceção agora. Eu quero ler esse livro.

    -)
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir