Resenha: Não se apega, não | Isabela Freitas

Título: Não se apega, não
Autora: Isabela Freitas
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 256
Classificação: ★★★★
– Sinopse –

Não Se Apega, Não - Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.

Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico




– Resenha –

Primeiro livro da autora brasileira Isabela Freitas, publicado pela editora Intrínseca e que já tem continuação com o nome "Não se iluda, não". Posso dizer que me apaixonei pelo primeiro volume e estou super ansiosa para ler a continuação.
   O livro começa com vinte motivos para desapegar da vida e das pessoas.
   Ela conta sobre o término de seu relacionamento que teve duração de dois anos. Não era mais feliz,não conseguia mais suportar ver a cara da pessoa  e, mesmo assim, continuava porque era cômodo, e quando ela cansou de não ser valorizada e tudo mais decidiu  agir.
   Ao longo dos capítulos vamos descobrindo as tantas decepções, como de amizades e namoros; o quanto isso é importante para a vida de cada um de nós, pois temos que cair para nos reerguermos de novo e isso faz parte da vida.

“E isso só o amor que machuca pode fazer por você. Se já passou por isso, parabéns por essa conquista. Se ainda não viveu nada disso, prepare-se. É necessário.”

   O livro é narrado pela própria personagem, a autora tem um jeito simples de escrever, esse é o tipo de livro que você fica horas lendo e depois se questiona, reflete sobre as decepções.
   "Não se Apega, Não" é um livro com o qual muitas mulheres irão se identificar, pois com certeza já passaram por isso um dia na vida. Em vários momentos da leitura era como se fosse a Isabela me contando tudo o que ela passou.

Recomendo!!!

1 comentários:

  1. Oi Illi!
    Eu li esse livro e, apesar de parecer um livro de auto-ajuda, apesar de eu não gostar desse gênero, a Isabella soube me prender direitinho, justamente pela maneira divertida como escreve, como se estivéssemos entre amigos e ela nos contando uma "resenha". Goste muito de ler e quero ler o novo livro dela.

    Abraço.
    - Diego, Blog Vida & Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir