Resenha | Traição - Maya Banks

Título: Traição,
Autora: Maya Banks
Editora: Harlequin
Número de páginas: 256
Classificação:   
Sinopse: Traição é o começo da trilogia doa irmãos Anetakis, Chrysander, Theron e Piers. Nesta história nós conhecemos Marley Jameson, que luta para lembrar do passado que teve com o enigmático CEO da Anetakis International, enquanto Chrysander se vinga da suposta traição dela.
Por mais que Chrysander queira se distanciar da mulher que carrega seu filho, é impossível controlar sua atração por Maley. Como ele pode amar a pessoa que tentou destruí-lo? E o que acontecerá quando ela se lembrar de tudo?
Essas perguntas são a pedra fundamental desta emocionante história sobre traição, amor e perdão.

Resenha


A consagrada autora Maya Banks, tem tantos romances de sucesso, que até a presente data, não li um livro dela ao qual não daria no mínimo uma nota 7. Publicado pela Harlequin Books, a trilogia Anatekis faz parte dos livros da autora que ganharam uma incontestável nota 10, na minha escala de pontuação.
Ainda lembro da primeira vez que li Traição, e de todas as lágrimas que chorei junto com Maley, e também da raiva que dividi com ela em diferentes fases do livro.


Com uma relação sem rótulos aparentes, a primeira cena do livro compartilhada pelos protagonistas é uma das mais tensas de toda a estória. Diante de uma suposta armação de Maley para roubar projetos milionários de sua empresa, Chrysander age movido pela raiva, mágoa e descrença colocando Maley na rua imediatamente, sem dar a ela uma chance de contar sobre sua recém descoberta gravidez, e depois passa longos meses sem ouvir sobre ela.
Com um inesperado e inacreditável retorno, Maley aparece muito grávida e completamente desmemoriada, para o choque de Chrysander. Nosso mocinho apesar de seus ressentimentos e suas suspeitas faz jus ao título de “homem” e arca com todas as responsabilidades referentes a Maley, tomando o cuidado de criar uma estória para apaziguar todas as dúvidas e curiosidades dela. Mas ele tem seus motivos obscuros por traz de tão boa vontade.

Porém, Maley não compra todas as mentiras dele, e tem suas próprias desconfianças, desde que além de Chrysander, todos a tratam com hostilidade. Também crentes das armações de Maley, Theron e Piers não são nada além de agressivos e de certa forma indiferentes quando se trata se contato direto com Maley.

Com a convivência forçada, muitos do sentimentos entre os dois são resgatados, mas o peso da falta de memória de Maley os deixa apreensivos, aguardando o momento em que tudo estará as claras, sem mais dissimulações. Somando isso a assistente nada profissional de Chrysander, eles têm o suficiente para se estressarem por uma vida inteira em um período de três meses. Com mais baixos que altos, os caminhos que eles percorrem até o fatídico momento, fica ameaçado por todas as coisas não ditas, e os momentos de felicidade divididos pelos dois poderiam não ser o suficiente para salvar sua relação. Mas apesar dos pesares, as crises são superadas por mais complicadas que sejam.

Um livro escrito para ter um final feliz (do jeito que eu gosto), Traição tem algumas revelações bastantes surpreendentes, e outras nem tanto, porque nós leitores temos a imaginação apurada e por muitas vezes certeira. Com destaque para a cena de resolução! O momento em que todas as cartas são postas na mesa, é de arrepiar, e como eu disse antes, de trazer lágrimas aos olhos.

Quem já conhece o trabalho de Maya Banks, sabe que qualquer livro dela vale uma tentativa. Para os que não conhecem, convido a começar com o pé direito nessa estrada e se apaixone pelos irmãos Anatekis e suas amadas.



Escrito por: Evellin Monteiro.

0 comentários:

Deixe seu comentário