Resenha :Raio de Sol | Kim Holden

Título : Raio de Sol
Autora : Kim Holden
Número de páginas: 448
Editora: Planeta

Classificação : 

Sinopse :
“Segredos. todo mundo tem um.

Alguns são maiores que os outros. Alguns, quando revelados, podem curar você... e outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença.
Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos.
Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.”
                                                            Resenha 

Sabe quando a gente lê algo, ou assiste algo e aquilo te abala tanto que você não sabe por onde começar? É exatamente assim que estou me sentindo neste momento. Comecei a ler Raio de Sol sem ter a menor ideia do que iria me esperar. Mas quando comecei a perceber certas coisas, fui pesquisar e vi que muita gente falou sobre estar arrasado. Mas claro, continuei a leitura pois gosto de sofrer e que bom que não parei!

Kate Sedgwick é uma jovem de 19 anos e extremamente otimista. Mesmo vivendo no meio em que foi criada, com uma mãe que nunca cuidou de verdade dela e da irmã mais velha, nunca deixou de acreditar no melhor das pessoas. Kate se viu tão jovem e com responsabilidades de um adulto, cuidando da sua irmã como uma filha. E quando ela é aprovada na faculdade em uma cidade completamente diferente da que foi criada, ela decide viver aquilo completamente.

Logo no começo vemos quão bela é sua amizade com o Gus, justamente por toda essa positividade, ele a chama de Raio de Sol. E é completamente impossível não shippar os dois. Sabendo que o amor geralmente nasce de uma bela amizade, a nossa sensação é que aquele sentimento de irmandade, o amor que há ali, se transforme em algo romântico. Enquanto fui passando o capítulo, fui percebendo que para Kate era realmente amizade. Aliás, é justamente esta relação que poderia dar nome ao livro. São belas relações e com pessoas completamente diferentes e nos apaixonam uma a uma.

Depois de ficar amiga de dois vizinhos de quarto e da colega de trabalho, ela conhece Keller Banks, que é atendente da cafeteria e mesmo sem querer se envolver, não há como escapar. O problema é quem ambos escondem segredos que assim com diz a sinopse, podem acabar com tudo. Ultimamente tenho lido muitos livros do gênero e que acabam retornando sempre nesta temática de traumas e segredos, e acabo ficando com um pé atrás quando percebo que a trama está indo pelo mesmo caminho. Ultimamente com tantas leituras similares, e enredos parecidos, quando algo se destaca merece ser citado. E foi justamente o que aconteceu em Raio de Sol. Mesmo com todo peso emocional que a leitura trouxe, tudo foi passado com leveza. Meu coração foi aquecido pelo Raio de Sol.

Foram vários ensinamentos durante a narrativa, mas o principal deles é: “Do que estou reclamando mesmo? ”. Obviamente é difícil que um ser humano tenha tantas adversidades e contratempos e seja sempre otimista. É muito difícil encontrarmos uma pessoa assim e quando isto acontece, tendemos a ficar ali, pertinho daquela pessoa. Afinal, quem quer ter por perto alguém que é sempre negativo? E outra coisa maravilhosa, é sempre incentivar outra pessoa a dar sempre o seu melhor. Levarei o “Faça épico” para toda a minha vida.

Falei anteriormente sobre a amizade ser o centro deste livro, e é justamente isto. Mesmo que realmente tenha um romance na história e que ele seja lindo (pois realmente é), mas a real beleza aqui está na amizade. Depois de passar pelo momento mais difícil da minha vida, sei o quanto é importante que os verdadeiros amigos estejam ao nosso redor, e inclusive, os de mentira se afastam. E a Kate em todos os seus momentos, bons e ruins, sempre tinha um amigo do lado, segurando a sua mão. E isto é lindo demais!

E foi isso! Raio de Sol me despedaçou, mas ele mesmo juntou os meus caquinhos e me refez! Me sinto abençoada por ter conhecido esta obra, e espero muito que outras pessoas a conheçam, e sintam-se tocadas por esta bela história.

0 comentários:

Deixe seu comentário