Resenha: Tão minhaChristine King

Título: Tão minha
Autora: Christine King
Editora: Independente
Número de páginas: 706
Classificação: 

Sinopse: Um homem mais velho e uma menina num jogo de amor proibido.

Gianluca Tedesco era o objeto de desejo da adolescente Josephine. Era lindo, rico e um canalha, e Josphine achava que ele era o SEU canalha, enquanto ele a seduzia sem saber, com seu sorriso torto, seu melhor terno e seu corpo excitante.
Josephine era apenas a amiga de sua irmã, e quanto mais proibido Gianluca se mostrava, mais ela o queria.
Porque o proibido é mais gostoso, dizia Gianluca com seu olhar escuro e misterioso, enquanto o corpo de Josephine reagia, pedindo por ele.
Eles brincaram tanto de perigo, que um dia se queimaram.
Tempos depois, o destino diria se ainda haveria um futuro para eles.
Depois de se ferirem, ela
ainda seria tão sua?
Gianluca, porém, não tinha dúvida: ela seria sua.
Um romance ardente e sensual, com uma profunda aura romântica.
                                                Resenha

Mais um livro nacional que li em 3 dias, e que tive a maravilhosa oportunidade de conhecer a escrita da autora Christine King.

"Tão minha", é o primeiro livro de uma duologia que vai contar a história da pequena e inocente Josephine, ou melhor, Jose, como  prefere ser chamada carinhosamente. Nossa pequena protagonista é uma garota bastante tímida, determinada, estudiosa e inocente e tem apenas 17 anos. 

Era uma garota bem simples, mais queria uma vida melhor para ela e para os seus pais, então dirigia todos os seus esforços para o seu objetivo final de estudar em Paris.

Tem como melhor amiga, Allegra Tedesco, uma garota muito avoada e solitária, que precisava de companhia e conselhos. A família Tedesco era muito rica e não eram tão presentes na vida da adolescente. Então quando Josephine apareceu, era como um porto seguro para todos. 

Allegra tem um irmão mais velho, o Giancula, um homem moreno de 27 anos que venceu na vida. Na adolescência, era visto como a ovelha negra da família. Atualmente é um homem rico, misterioso, solteiro, canalha e  adorador dos prazeres obscuros.

Josephine nutre uma paixão intensa e proibida pelo irmão da sua melhor amiga. O engraçado é que essa paixão proibida começa do nada, só vendo fotos antigas. Mas Josephine acredita piamente que o cafajeste será seu.

Quando Giancula vai passar uns tempos na casa da sua família, o seu destino se conecta com a inocente Josephine de uma forma muito intensa. Eles brincam tanto com o perigo, que um dia se queimaram. Depois de se ferirem, ela ainda seria sua?

"Tão minha" é aquele tipo de romance bastante sensual, com o clichê bem água com açúcar que nós tanto amamos. Uma garota inocente e virgem e o canalha mulherengo, com a diferença de dez anos de idade, que brigam como gato e rato.

A narrativa é muito rápida, fluída, cativante, intensa e cheia de emoções e sentimentos como uma montanha russa. Me vi odiando os personagens principais, depois torcendo muito por eles e por fim chorando com aquele sorriso bobo no rosto.

O livro tem como mensagem reflexiva que quando é verdadeiro, tudo é capaz de acontecer. E atualmente, é uma mensagem que estamos precisando acreditar e ter fé, seja qual seja a sua religião ou credo. Principalmente pelo que estamos passando, não é mesmo?

Para quem gosta de um romance sensual, é uma ótima pedida.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário