RESENHA: CONFESS | COLLEEN HOOVER


TítuloConfess
Autora: Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Número de páginas: 320
Classificação★★★★
SinopseAuburn Reed tem toda a sua vida planejada. Seus objetivos são claros e não há espaço para erros. Mas quando ela entra em um estúdio de Artes em Dallas em busca de um emprego, ela não esperava se deparar com uma atração tão profunda pelo enigmático artista, Owen Gentry.







       – Resenha

O.M.G! É assim que me senti durante e depois de ler Confess. Owen Mason Gentry é o meu mais novo amor literário, daqueles que te fazem suspirar e derramar algumas lágrimas saudosas logo após virar a última página.

Confess é um livro que lhe envolve de várias formas: pela arte, pelo amor romântico entre dois jovens cercados de problemas, pelo amor entre pais e filhos, por seus sentimentos serem expostos de maneira tão simples e tocante, pela força da confiança e entrega ou ainda por seus segredos arrebatadores...

Tudo começa quando Auburn Reed perde seu grande amor precocemente para um câncer. Após a morte de Adam, sua vida vira de cabeça para baixo e ela precisa reunir os pedaços de seu jovem coração e reconstruir sua vida.

De volta ao Texas, 5 anos depois e Adam partir, Auburn consegue dividir um pequeno apartamento e ficar mais próxima da família do ex. Aí você se pergunta: Porque raios ela quer ficar perto da família dele, que nunca aprovou seu relacionamento, e não seguir em frente? Simples. Porque Lydia, mãe de Adam, guarda seu bem mais precioso: Seu filho.  

AJ, fruto da única noite de amor do casal, fica sob a custódia da avó, já que Auburn é muito nova e inexperiente para assumir a criação do menino sozinha. Ela acompanha de perto o crescimento do filho enquanto termina a escola e começa a faculdade. Porém, Lydia decide retornar para Dallas, onde está Trey, seu outro filho, e o restante da família. E é claro que ela leva AJ com ela.

Auburn é forçada a fazer o curso de duração mais breve possível, visto que o desejo de estar perto do filho a consome e se torna seu único objetivo na vida. Ela termina o curso e se muda para trabalhar em um salão de beleza em Dallas.

Seu foco principal é conseguir a guarda de AJ, mas o relacionamento com Lydia é complicado. Seu tempo com o filho é cada vez mais restrito e ela tanta contratar um advogado para levar o caso à justiça, porém seu salário não permite pagar os custos do processo e honorários. Sua vida ganha novo sentido ao passar em frente a um estúdio de arte e se deparar com a placa: “Procura-se ajudante, bata para se apresentar”. Ela fica receosa, mas a placa é arrancada de repente e outra surge em seu lugar: “Precisa-se de ajudante urgentemente, por favor, bata na droga da porta”.

Ao aceitar ser a ajudante tão procurada ela permite que Owen caminhe para dentro de sua vida e diretamente para o seu coração, sem retorno. Desde a morte de Adam ela não se interessou por ninguém a ponto de fazê-la apostar em um novo relacionamento. Ninguém a fazia sentir como Adam. Não até conhecer Owen.  

Apenas uma noite juntos, trabalhando na exposição, é suficiente para conecta-los de uma maneira inimaginável. A arte, as confissões, a sensibilidade e a sinceridade dele a arrebatam irremediavelmente. O reconhecimento de anos antes, a maneira como ela foi tocada por sua arte e como parece ser o encaixe perfeito para o sujeito conturbado que ele se tornou o faz querer tê-la como nunca quis alguém antes.

Quando finalmente Auburn sente que pode entregar seu coração para alguém novamente, tudo foge de seu controle. Owen é preso por envolvimento com drogas ilícitas; ela se desentende com Lydia; Trey, seu ex cunhado policial, a proíbe de ver Owen e ainda insiste em um relacionamento com ela, fazendo-a acreditar que é para o bem do próprio filho.
Auburn se vê se sem saída, sem saber em quem acreditar e confiar, apenas se doando inteiramente para manter o relacionamento com o filho intacto e fazer o melhor para ele. Ela abdica de todos os aspectos de sua própria vida em prol da felicidade do pequeno AJ.

Owen também não fica atrás no quesito problemas insolucionáveis. Ao livrar seu pai da cadeia por uso de drogas, a fim de não manchar sua carreira de advogado, ele também acaba comprometendo a própria felicidade ao lado de Auburn.

A cada capítulo, os nós dessa história emocionante são feitos e desfeitos. Será que é possível esse romance dar certo?

Esta história nos faz questionar até aonde seriamos capazes de chegar para proteger quem amamos. Nos faz pensar em nossos segredos mais profundos, em nossos mistérios e conflitos internos. Você teria coragem de expor suas confissões em uma tela?

Mergulhe de coração aberto no mar de emoções de Confess, mas não prometo que sairá dele da mesma maneira que entrou.


Boa leitura!

8 comentários:

  1. Duas siglas pra esse livro: UAU OMG! hahhahaha
    Fiquei muuuuuito interessada nesse livro. Ainda não li nada da Colleen porque boa parte é série e eu ainda tenho de terminar várias.
    Estou pensando seriamente em subir esse livro na prioridade pra ler.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu super apoio, passe ele na frente e não irá se arrepender!
      Beijos.

      Excluir
  2. Olá,
    Amei a resenha, de qualquer forma sou suspeita para falar, Collen está na minha lista de favoritos, mas ainda não acabei nenhuma das séries.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Gisele. Realmente, a Colleen também está na minha lista de Top livros. Não tem um dela até agora que eu não tenha me apaixonado. Postarei em breve resenhas de outros dela.
      Beijos.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Eu não conhecia o livro, mas já fiquei interessada. A sua resenha me deixou curiosa! Beijos.

    http://livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Ainda não li um livro da Colleen mas vejo as pessoas falarem tanto da sua escrito que estou muito curiosa para começar a ler e esse livro parece tocante e emocionante é lindo ver a forma que a Auburn luta pelo seu filho é fiquei torcendo que no final as coisas deem certo para ela !!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nathasha. Já conhecia o livro da Collen Hoover, mas não sabia nada de sua estória, o que acabou criando uma grande rede de emoções envolta de minha pessoa. Estou abismado e encantado com os diversos amores e paixões presentes no livro. Confess entrou pra minha lista.

    ResponderExcluir
  6. Amo os livros da Colleen essa ligação especial entre os personagens que ela faz, essa emoção ao ler sua obra. Tudo paixão pela autora.
    Confesso que não conhecia Confess (ironia chegando em..1...2...3!) mais sabia que havia mais livros da Colleen que eu não conhecia.

    ResponderExcluir