Thriller Nacional

O suspense é um dos melhores gêneros literários, desenvolvido com personagens enriquecidos e histórias que desperta um incomodo agradável. Edgar Allan Poe é um poeta especialista no assunto, Stephen King desenvolve uma escrita tão bem feita que causa impacto, Lovecraft usou temas simples para cenas assustadoras. Porém, nesse post quem vai ganhar lugar é a literatura brasileira, com cada escritor que tem um jeito único de lidar com o suspenso e o terror.




Raquel Koury mora em Sorocaba e escreveu "Sensitivos", na trama um grupo de pessoas paranormais se encontram na internet, ali cada um entende o outro como ninguém normal entenderia. A partir daí, o grupo decide usar seus dons para a investigação, tentando encontrar a solução para casos arquivados, ao mesmo tempo que conhecem mais seus poderes.

"Babel Hotel", do Luiz Bras é viciante e empolgante. Imagina o mesmo dia se repetir várias vezes, agora imagina esse dia ser Sexta-feira 13. Um pouco assustador, não? Foi o que se passou na cabeça dos sete personagens do livro. Nenhum deles se conheciam, não tinham nenhuma ligação e são os únicos da cidade que percebem que o dia se repete. O livro confunde a mente com a troca constante de personagem, mas tem uma narrativa incrível.

Lucia é protagonista de "Noites de Terror", de Rubens P. Junior. É uma garota mimada, que se importa até demais com sua reputação na escola. Mas, algum tempo ela tem tido pesadelos que se passava em um corredor nevoado, porém, o que mais lhe assustava era a menina de olhos vermelhos que aparecia através da névoa. Mas Lúcia gosta de impor sua autoridade de popular, o que afeta a vida de alguns desses alunos, e após maltratar um deles, coisas esquisitas acontecem com ela e seu irmão. Quer mais, leitor? O corredor dos pesadelos de Lúcia fica localizado na casa para onde ela vai se mudar.


0 comentários:

Deixe seu comentário