Resenha: Surgido das Sombras - Alien #1 | Tim Lebbon

Título: Surgido das Sombras -  Alien #1
Autor:  Tim Lebbon
Editora: Leya
Número de páginas: 288
Classificação:
Sinopse: Chris Hooper, quando criança, sonhava com monstros. Mais tarde, ele percebeu que monstros não moram apenas nos sonhos infantis. Trabalhando numa mineradora, no planeta LV178, Chris e sua equipe encontram no solo um ninho de Xenomorfos, mas o que Chris ainda não sabia é que essa viagem se tornaria o seu pior pesadelo.

Com a participação de Ellen Ripley, essa nova aventura promete ser surpreendente e revelar uma história até então desconhecida. Resgatando todo o clima de terror e suspense que fez sucesso nos filmes, Alien: surgido das sombras é o primeiro livro da trilogia que promete trazer de volta monstros terríveis, naves espaciais, androides e uma das maiores heroínas que conquistou toda uma geração.




                                                – Resenha –


“Quando era criança, eu sonhava com monstros. Não preciso mais sonhar. Se você estiver ouvindo isso, por favor, rastreie esse sinal.”

Sabe o Universo Expandido de Star Wars? Então, essa trilogia de livros do Alien é a mesma coisa, expande o universo cinematográfico. E, sim, é canônica!

Alien: surgido das sombras, se passa entre o primeiro filme, Alien, o 8˚ passageiro; e o segundo, Aliens, o resgate. Pra você que curte bastante…lembra que Ripley ficou adormecida, vagando à deriva por 57 anos no espaço? Então, nesse livro aqui, ela vagou por 37 anos, até que acham ela.


Aí, a gente conhece a galera da Marion – uma nave mineradora que está agora cheia de problemas. Ocorreram acidentes com operários no planeta LV178, d’onde eles extraem trimonita (o material mais resistente do universo) e a Marion está cheia de problemas. Os tripulantes querem entender o que aconteceu com as pessoas, pois estão todos com buracos no peito.

“Os animais matam com um propósito. — A maioria, sim. — retrucou Ripley. — Os humanos, por exemplo, não.”

Durante a leitura, parecia realmente que eu estava vendo o filme: o suspense, as cenas de ação, a sensação de que um Alien pode aparecer a qualquer momento e te assustar… estão lá o tempo todo.

Se eu curti a leitura? Muito. Pra quem gosta do ‘clima’ de Alien, é uma ótima pedida. A única coisa que não gostei foi a resolução ao problema de criar uma história entre esses dois filmes de modo que não fique sem sentido, com o personagem ‘esquecendo’ as pessoas do livro. Não me senti incomodada com essas resoluções nos livros de Star Wars, mas nesse aqui eu fiquei com a sensação de que pegaram o caminho mais fácil.

“Nada fica bem por muito tempo.”

0 comentários:

Deixe seu comentário