Resenha: W - Two Worlds (Korean-Drama)




Emissora : MBC (Sul - coreana)
Exibição: 20 de Julho a 14 de setembro de 2016
Elenco:Lee Jong-Suk, Han Hyo-Joo, Lee Tae Hwan, Jun Yoo Jin, Lee Shi Un, Kang Ki Young, Park Won Sang e Cha Kwang Soo.
Número de episódios :17
Sinopse : É possível viver no mesmo lugar, no mesmo período de tempo, mas em uma dimensão completamente diferente? Oh Yeon Joo (Han Hyo-Joo) é uma residente de cirurgia cardiotorácica do segundo ano. Seu pai, um famoso artista dos quadrinhos, desaparece subitamente um dia e, logo depois, a própria Yeon Joo é sequestrada por um homem estranho, coberto de sangue, e levada para outra dimensão. Kang Cheol (Lee Jong Suk) é um medalhista de ouro olímpico em tiro esportivo e um empreendedor milionário. Como será que seu mundo se interligará com a outra dimensão de Yeon Joo? Será Kang Cheol a única pessoa que poderá ajudar Yeon Joo a escapar do universo paralelo? “W” é uma série dramática sul-coreana dirigida por Jung Dae Yoon e lançada em 2016. 



Resenha


Aos que não conhecem, tenho o prazer de apresentar o mundo dos dramas asiáticos. Dramas são o equivalente as nossas novelas, com o diferencia que em sua maioria eles não duram muitos meses como as nossas novelas brasileiras.

Como a fã que sou, já trilhei muitas milhas nessa estrada, mas,  de todos os K-dramas que assisti no ano de 2016, W é o que eu recomendo com mais entusiasmo. Para passageiros de primeira viagem, ele tem tudo o que precisa para cativar e fazer com que você se apaixone por esse novo universo.

No drama Yeon Joo é filha de um cartunista muito famoso na coreia do sul, e W é sua obra. Seu personagem principal, Kang Cheol, é um medalhista olímpico que tem toda a sua família assassinada com a arma que ele usou nas provas olímpicas, e como único sobrevivente é apontado também como o único suspeito. Passa algum tempo preso mas é liberado por falta de evidências, e até mesmo considera o suicídio mas desiste e em vez disso promete achar o verdadeiro culpado pela morte de seus pais e irmãos. Ele é também formado em engenharia de computadores, e essa forma faz fortuna, adquire status e tudo o que precisa para buscar vingança e ajudar pessoas que precisam, para que ninguém passe pelo que ele passou.

A trama inicia quando Yeon Joo, a procura de seu pai misteriosamente desaparecido de dentro de seu próprio escritório, acha uma gravura medonha com uma frase muito assustadora e é puxada para dentro do monitor de um computador por uma mão ensanguentada. A mão vem a ser de Kang Cheol que está no telhado do próprio hotel a beira da morte, depois de ser atacado pelo assassino de sua família. Depois de salvar a vida dele e deixar uma confusão para trás, Yeon Joo volta para o escritório do pai e percebe que por mais louca que a situação possa ser, ela acabou de visitar o universo da HQ escrita por seu pai.

   


As visitas de Yeon Joo se repetem e duram mais tempo, e mesmo sob suspeitas e momentos muito críticos ela acaba se envolvendo com Kang Cheol, mas isso não impede que ela queira sempre voltar para casa, porque ela sabe que o lugar dela não é no quadrinho. Entre idas e vindas eles se apaixonam e aproveitam o tempo que eles conseguem passar juntos. Mas tudo se complica quando o assassino se torna mais agressivo e obcecado em matar também Kang Cheol, para terminar o serviço que começou muitos anos atrás. Ao ver que além de bem-sucedido, Kang Cheol também tem agora uma nova família, uma que envolve seu novo amor Yeon Joo, o assassino planeja fazer com que ele sofra pela perda de de uma família pela segunda vez.




O drama todo é muito lindo, e também complexo. As conexões entre o universo de W e o mundo de Yeon Joo, se tornam cada vez mais perigosas, e despertam a curiosidade, porque afinal, tudo deve ter uma explicação. Mas elas não são satisfatórias no começo, e fazem a gente sofrer junto com o casal, mas, principalmente com a Yeon Joo, porque as decisões mais difíceis são feitas por ela, uma das coisas que eu gostei muito, porque quebra o estereótipo das donzelas em perigo, não completamente, admito, mais já é um avanço.

W é um pacote completo com: ação, romance, suspense, comédia e muita, muita fofura entre os protagonistas. Não machuca nem um pouco o Lee Jong-Suk ser lindo e muito carismático, e o mesmo vale para Han Hyo-Joo. 

Eu queria apresentar “Doramas”, (dorama virou um jargão entre os que já conhecem os dramas asiáticos, porque na pronuncia deles ao dizer “drama”, “dorama” é o som que a fala produz, por causa do sotaque.)  porque não é um mundo muito distante dos livros. Existem muitas adaptações de mangás, em muitas versões para agradar a todos os gostos. Alguns dos dramas coreanos mais populares são: Boys Over Flowers, Playful Kiss, Heartstring, Coffee Prince, You’re Beautiful, Goong – Princess Hours, entre outros. Muitos dorameiros começaram por um desses títulos, e leva sua paixão até hoje, porque as produções se superam a cada ano, tal como as estórias dos dramas. 

Se estiver interessado(a), o K-Drama W - Two Worlds, ele está disponível gratuitamente no site e aplicativo VIKI, com legenda em português, e muitos outros dramas, chineses, japoneses, taiwaneses e coreanos, incluindo os clássicos que citei a cima.
Por hoje é só, jovens. 



Escrito por: Evellin Monteiro.

3 comentários:

  1. Oi! Estou conhecendo seu blog hoje...Estou te seguindo, segue de volta?
    Beijos 😘 Feliz 2017
    Minhas Inspirações

    ResponderExcluir
  2. W foi o primeiro (e o unico até agora) k-drama q eu já vi.. é maravilhoso!!!!! É incrivelmente bem produzido e a história é surreal. Eu amei mesmo.. e pra falar a verdade nao tenho vontade de ver outro k-drama por achar q nao vao ser tao bons quanto esse.. se alguem conhecer um k-drama q é parecido, por favor, me indiquem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yara, sei bem como é. Ele é mesmo incrível. Infelizmente não, não tem outro drama que aborde essa temática, não um que eu conheça. Mas se eu puder indicar um, com enredo diferente, e recente, seria Oh My Vênus. E também, os que ainda estão sendo lançados, A Lenda do Mar Azul, e A Fada do Levantamento de Peso.

      Excluir