Crítica: Deadpool 2

Título : Deadpool 2
Direção :David Leitch
Roteiro : Rhett ReesePaul WernickRyan Reynolds
Gêneros:Ação , Comédia , Aventura
Elenco: Ryan Reynolds, Brianna Hildebrand,Julian Dennison, Stefan Kapicic, Josh Brolin, Morena Baccarin e Zazie Beetz
Estréia:17 de maio de 2018
Sinopse: Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o mercenário Deadpool (Ryan Reynolds) precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele recruta seu velho amigo Colossus e forma o novo grupo X-Force, sempre com o apoio do fiél escudeiro Dopinder (Karan Soni).
Classificação: 

Resenha


FINALMEEENTEE!! Após o sucesso do primeiro filme como o filme mais lucrativo da franquia X-Men, chegando as telas, mais desbocado (e cômico), mais psicopata e sanguinário (e cômico) ... e mais família (totalmente insano) ... É amigos, mais família. Vou explicar mais para frente!


Deadpool 2 promete ser um dos filmes que vai ficar na lembrança de 2018, mas será que ele consegue superar o trauma e empolgação do recém lançado Vingadores: Guerra Infinita? Para ser sincero, acho que sim no sentido de que ri bastante e torci bastante por aquela dxxkface cara de abacate.

Entre todos os heróis dessa nova geração de filmes, é ele quem eu esperava assistir o segundo filme e pensar “uau, olha que delícia de anti-herói, olha que delícia de zoeira”. Um filme leve em profundidade em que você tem a certeza de quatro coisas: referências, comédia, sangue e esforço máximo. Vá para rir, vá para ver boas cenas de lutas, saco na cara (sim, você leu isso), vá para ver um (dois) dos melhoooores vilões da Marvel, para ver como surgem heróis e vilões.



Bom, falando agora um pouco do filme de forma mais específica: já começa contando um spoiler - seguido de um flashback, pelo próprio Wade Wilson, o Deadpool (Ryan Reynolds), um mercenário, anti-herói, que supostamente deveria ter morrido de câncer, porém, devido ao “tratamento” em que foi submetido para ativar seu gene mutante, regenera seu corpo de qualquer lesão, ferimento fatal E doenças (como o câncer). Nessa saga do Pool, ele e sua razão de viver e matar, Vanessa (Morena Baccarin) estão mais uma vez na mira dos bandidos e dão sentimento para a história quando decidem formar uma família. Levando Wade a questionar se sabe ser um bom pai.

Enquanto isso, somos apresentados ao vilão do filme. Cable (Josh Brolin) que surge com um mistério interessante. Ajoelhado sobre corpos carbonizados, portando uma BIG arma, um braço metálico (lembra alguém??), não ficando muito claro quais são suas intenções. Então, o aparente mercenário utiliza um dispositivo para viajar no tempo, de volta para os dias presentes.

Seguindo na linha do tempo, há um chamado para os X-Men (pelo menos os que o estúdio pôde pagar né? Preparem-se para surpresas) e Wade, que está fazendo estágio com o Colossos (sim, isso mesmo.... Deadpool está fazendo estágio com os X-Men), vai junto ajudar quando um garoto, Russell Collings (Julian Dennison), o Punho de Fogo – Firefirst, está causando problemas no centro de reabilitação para mutantes.

A partir desse ponto a saga de Wade para salvar esse garoto dos traumas e perigos em que se envolve (não se enganem... Esse garoto é tão figura quanto o próprio mercenário) tentando provar a si mesmo que uma família não é uma Me*** e ele consegue ser um bom “pai” (queria usar as palavras do filme, mas ele xinga bastante).
Para deter Cable de .... Ser mau (não vou dar tanto spoiler assim em), DP junta alguns mercenários pouco, nada, conhecidos, porém incrivelmente fortes. São eles: ..... são muitos, se surpreendam assistindo (hehe). Gostaria de citar apenas que, a sorte também é um superpoder, pessoal!




No mais, é um filme muito divertido para um final de dia, dar muitas risadas e aproveitar boas cenas. Os festivais de sátiras durante o filme não chegam nem perto de incomodar. Para dizer a verdade, a maioria nos instiga a saber mais sobre, para entender por que as pessoas ao seu lado estão rindo daquele comentário do Wade olhando direto para você. Então, vá preparado para anotar as referências, caso você seja do tipo curioso. E não precisa ficar depois do filme esperando por longos minutos enquanto os créditos inteiros passam. As duas cenas pós-créditos estão logo após os créditos de atores e são MUITO BOAS.

Um excelente filme pessoal!





Alguns dados sobre a linha do tempo do DP que podem conter spoilers ou deduções sobre o filme.



Cuidado!!!!



Nesse filme são apresentados surgimentos de peças chaves nas histórias do DP nos quadrinhos, como por exemplo o próprio Cable, ex-inimigo do anti-herói que após seus atritos já trabalharam juntos. A X-Force. Um item que confere um dos superpoderes do DP, uma máquina de teleporte que durou vários arcos nos quadrinhos, até os produtores acharem que ele estava muito poderoso. Uma das breves participações do DP nos X-Men. O encontro do DP com a morte.... Que nas telas isso se faz de uma forma diferenciada, já que, para quem não sabe, nos quadrinhos o personagem é apaixonado pela figura da Morte e tenta incessantemente se matar para ficar ao lado dela. Bom, isso acontece nesse filme.


TRAILERS

Deadpool 2 | Teaser Oficial | Dublado HD




Teaser -Trailer DEADPOOL 2



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário